7.9.12

Pensamento do dia... (profundo)


Todas as coisas que hoje se julgam antiquíssimas já foram novas.

15 comentários:

Ana Paula disse...

Eu mesma sou um exemplo disto.

Em@ disse...

ora bem... :)

Mona Lisa disse...

Faço minhas as palavras da Ana Paula.

Beijos.

Claudia disse...

Com ceteza!

cycle disse...

Penso nisso tantas vezes. Quando olho para as velhotas, tento imaginá-las em novas e por vezes faço ao contrário, olho as novas e vejo como ficarão em velhas :)

Jorge disse...

É nisso que as "coisas" novas não pensam!

maria madeira disse...

mfc,
Existem (a meu ver) duas alternativas. Uma delas é o restauro e aí o "foram novas" passa a "continuam novas".
Outra, é deixá-las exactamente como estão, e perceber que encerra toda a sabedoria e beleza dum passado, que aquelas coisas ditas novas, estão muito longe de possuir.

♥ Luciana de Mira ♥ disse...

Verdade...

Paula Nogueira Guerra disse...

ERA UMA VEZ ... :)

João Menéres disse...

MARIA MADEIRA é uma sábia.
Bravo !

MGomes disse...

Não há mesmo volta a dar!

A não ser..., talvez, no campo das ideias!

Há tantas por aí, velhas, que até parecem novissimas e prontas a usar!

Abraço!

Reinadi Sampaio disse...

E muitas continuam novas... no mundo das ideias!


Beijo.
Reinadi.

Margarida Belchior disse...

... é a dinâmica da vida: o tempo é imparável.

:-))

Ana disse...

Agora fizeste-me rir :)
Quando o Diogo era mais pequenino e lhe explicava que certas coisas já foram novas, ou mais pequenas, ele perguntava muito espantado: "Mesmo?"

A. LaRoque disse...

Tenho uma namorada assim!