25.4.12

Uma fotografia por dia... nº 2589

MFC - Pé de Meia
Lisboa, 2011
As ruínas do Carmo lá continuam para não nos deixarem esquecer o que aconteceu naquela manhã de esperança, que faz hoje 38 anos! Esperança que se foi desvanecendo, que foi espezinhada até, mas que não desapareceu e que um dia vai ressurgir mais forte que nunca, derrubando os usurpadores de algo lindo que nesse dia nasceu .

48 comentários:

Mona Lisa disse...

Pois!

A esperança é a última que morre!

Adorei a foto.
O contraste das cores e o enquadramento estão magníficos!

Beijos.

Margarida Belchior disse...

... temos que manter a esperança que nos vem de sabermos como estes movimentos da história são cíclicos e que vamos sempre aprendendo ... nada será como dantes. Já passámos por tantas crises.
Tenho imensa confiança e esperança no futuro.
:-)

Beijinhos mt grds, confiantes

Margarida Belchior disse...

... e a foto ficou liiiiinda!! ... :-))

Vera, a Loira disse...

Que nunca sejam perdidas as recordações.

Rute disse...

Comecei a ouvir foguetes no preciso momento em que te lia:)

* O fim da esperança dita o fim de qualquer vida...que a esperança se mantenha acesa dentro de nós!

1 beijo:)

Sofia disse...

Bela foto e belas palavras. Que elas se cumpram.
Um beijinho e bom feriado.

abspinola disse...

Boa foto
Belas Palavras
As ruinas do Carmo que viram passar por ali momentos de angustia versus Alegria e Liberdade.
Bjstos
Bom feriado.

addiragram disse...

Só pode ser mesmo assim !

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Foto oportuna!
bom feriado!
Abraço

Marly Bastos disse...

Bem eu confesso que nao conheço a história do Carmo, mas pela imponência que é a arquitetura só pode ser de algo que foi glorioso e que ainda se espera ressurgir a mesma glória de antes.
Beijokas doces sr pé de meia

Reinadi Sampaio disse...

Gosto de ficar aqui, parada olhando e refletindo sobre o que representa determinados dias, monumentos e monumentos na história de cada povo!

Beijo fraterno Manuel neste dia de hoje - 25 de abril!

Flor.

the dear Zé disse...

metáfora de um dia a precisar de obras urgentes, não vá acabar também em ruínas...

Amapola disse...

Boa noite.

A foto é linda!
Que Deus permita que a política, um dia, seja justa.

Beijos.

:.tossan® disse...

O importante é que a nossa emoção sobreviva e que a esperança tenha sempre a mesma cor. Abraço

Maria disse...

Um dia surgirá o dia Novo!!!!

Beijo e um cravo vermelho!

Andy disse...

quero acreditar que passividade não signifique desistir e que pelo menos dentro de cada um de nós continue a existir gritos de liberdade e esperança em forma de gestos, assim o desejo para mim também...
beijinho mfc!

nacasadorau disse...

Abril, sempre.

Obrigada.
Beijo

ams disse...

De repente veio-me à cabeça a música dos UHF... Rua do Carmo, Rua do Carmo... la la la

greentea disse...

nesse dia , há 38 anos , passei lá a tarde no meio dos tanques , da tropa, dos cravos, vi o assalto ao quartel dos pides, corri a baixa de Lisboa, o Terreiro do Paço, andei na rua todo o dia até às tantas ... Para mim é inesquecivel!
A minha filha dizia há dias : "tenho pena de nao ter lá estado com vocês nesse dia "...

Pérola disse...

Grandes esperanças as desse dia e dos tempos circundantes.
Apenas 38 anos e liberdade, onde estás? Valeu a pena?
O sonho continua pois para onde quer que me vire só vislumbro pesadelo.
Beijinho.

Xs disse...

Ai Lisboa, Lisboa!
A minha querida Lisboa!

Turista disse...

Amigo Mfc, espero que um dia caiamos em nós e tomemos consciência do que andamos a fazer, a esta nossa democracia!

Maria de Jesus Lourinho disse...

Ei,companheiro, um bom 25 de Abril para ti.

Anna^ disse...

Bonita esta tua homenagem ao Dia da Liberdade!

Janita disse...

Um texto que é um verdadeiro poema a essa esperança de Liberdade.
Um sonho que não se realizou e ainda hoje permanece. Dele, já só restam ideais utópicos de Democracia e Liberdade.
Beijos.

Fatyly disse...

e não desapareceu MESMO!

Foi o melhor post que li sobre este marco da nossa história!

Multiolhares disse...

é como a roda da vida tanto estamos em cima como em baixo, mas ela roda sempre espero que esteja proxima da subida
bjs

Jorge disse...

E que da próxima vez seja a sério!!!

Tatiana Moreira disse...

Belíssima foto...
Um dia estarei aí para apreciar tudo isso ao vivo!
Um abraço carinhoso

Custódia C.C. disse...

Quando vou para o Largo do Carmo, sento-me muitas vezes num dos bancos da praça e penso naqueles dias e nas emoções que por ali se viveram.
Hoje mais do que nunca é importante lembrar e gritar alto os valores que ali se defenderam!

Benó disse...

Uma bonita foto apropriada para este dia.

SOL da Esteva disse...

Foto significativa para o dia.
Bela e firme. Dia, ou ano, em ruínas.
Por velho do Restelo, há 38 anos, disse que a Ditadura estava a ser substituída pela Ditadura da Democracia.
Vê-se! Num qualquer dia, ninguém se sente responsável pela sobrevivência das gentes Portuguesas.
Coisas!...

Abraços

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.pt/

© Piedade Araújo Sol disse...

uma foto a pensar no dia de hoje.

beij

A Minha Essência disse...

A esperança (lá diz o outro), é a última a morrer! ;)

AnaMar (pseudónimo) disse...

"...Esperança que se foi desvanecendo, que foi espezinhada até, mas que não desapareceu e que um dia vai ressurgir mais forte que nunca..."»»»»»»»»»HOJE É O DIA!

Bj*

Remus disse...

Sobre este dia nesta vale a pena dizer nada...

Graça Pimentel disse...

O dia foi lindo mas, os tempos que se lhe seguiram trouxeram muita coisa que, para quem já era adulto e consciente, faria prever o 2012. Eu, pelo menos, comecei-me a desiludir pouco depois. E o meu pai, que já morreu há 20 anos, disse-me tudo o que iria acontecer e... aconteceu. A democracia ainda é um sistema político muito imperfeito... mas não há melhor.
Beijo

mariiana capela fotografia disse...

Uma fotografia lindissima!

manuela barroso disse...

Apetece dizer "ver para crer".
Apetece dizer que esta fotografia está fantástica!
Não me apetece pensar...
Beijo!

ponto e virgula disse...

valha-nos estas "molduras" de outros outros tempos que vão resistindo ás intempéries humanas (as do poder) mas que não evitam o desânimo que habita em nós.


a...té

Ísis disse...

Bela foto.Esperança...

Paula Nogueira Guerra disse...

Tenho pena que se peça tanto dinheiro para ver estas coisas que pertencem ao povo... ainda não consegui ir lá dentro por isso mesmo!

maceta disse...

é impossível contrariar a natureza lógica e justa das coisas...

maceta disse...

é impossível contrariar a natureza lógica e justa das coisas...

Ana disse...

Quero acreditar que sim :)
A foto está excelente e muito bem escolhida. Parabéns!

Beijinhos

Flip disse...

bela foto manel, clap clap clap

Eli disse...

Sempre, sempre, sempre...

Elisa T. Campos disse...

Não sei dessa história, mas gostaria de saber.
O fato é que tudo que mostras de Lisboa me encanta.
bjs