31.3.12

Pensamento do dia... (profundo)


Escrever é a única profissão em que ninguém é considerado ridículo se não ganhar dinheiro.

22 comentários:

Ana Paula disse...

Nossa! Este pensamento tem que virar uma bandeira a se agitar pela blogosfera. Se bem que há os que ganham com seus blogs. Não é o meu caso!
Nem por isso me sinto ridícula!

Margarida Belchior disse...

... não concordo: há tantas outras em que não se ganha dinheiro - então nos tempos que correm deste lado do Atlântico ...
O que nos vale é que o dinheiro não é tudo.
:-)

João Menéres disse...

Muito menos se ganhar um dinheirão !...

Sr. Matumbo disse...

Quem me dera ao menos ganhar bananas com a escrita. ah ah ah ah.

Artes e escritas disse...

Ao contrário, é de grande economia:))) Somos inteligentes, então continuemos a escrever. Um abraço, Yayá.

dade amorim disse...

Um prazer...

Janita disse...

Não concordo que seja a única...mas é uma das...:)

mundoacores disse...

Só o prazerr de escrever é compensador...
:)

ponto e virgula disse...

eu não o faço, não me sentia verdadeiro com o que escrevo.




a...té

Maria de Jesus Lourinho disse...

Contraditório: escrever ridículo e sem ganhar dinheiro é uma profissão com várias confederações na blogosfera.
Devo-me incluir numa mas ainda não sei qual.

© Piedade Araújo Sol disse...

mas quando escrever é um prazer, tudo o mais deixa de interessar...

Amapola disse...

Boa tarde, querido amigo.

Adorei o pensamento.
Escreve-se por tantas razões...

Sobre vinho, eu adorava o do Porto.
Agora não posso mais.

Tenha uma linda semana abençoada.

Beijos.

gina henrique disse...

Este pensamento deixou-me tão feliz:)
Eu que gosto tanto de escrever,sem nunca ir além do consumo familiar ou de amigos,posso continuar a fazê-lo sem que me chamem
ridícula,certo?! ...
Obrigada amigo!!!

Pérola disse...

Que não é a única profissão onde pode não se ganhar dinheiro, concordo. Há mais profissões, do que se julga, onde não existe contrapartida monetária. Costuma chamar-se trabalhar por amor à camisola.
Quanto a não ser considerado ridículo, pois não é nada ridículo (também não o é nas outras profissões em que acontece o mesmo).

tétisq disse...

Então...eu não sou ridícula!*

Bina Ladina disse...

Ó pra mim que escrevo e ninguém me chama nomes :P

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

está certo, mas o dinehiro não é tudo...

Sérgio Pontes disse...

Concordo contigo, abraço

Blackye disse...

Concordo também, mas não deverá ser a única...

maceta disse...

há mais situações dessas, aliás está na moda trabalhar de borla...

paranoiasnfm disse...

Por acaso...

Eli disse...

Não sei não...

Hmmm acho que não é bem assim!