2.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3479

Idanha-a-Velha, 2014
Ouviam-se uns acordes de música clássica, a princípio quase imperceptíveis... depois mais claramente! Não havia dúvida, vinham mesmo daquela igreja (duma simplicidade comovente) e a porta entreaberta era um convite irrecusável à entrada. (continua)

7 comentários:

Boop disse...

Encontraste um tesouro!
:)

Ana Paula disse...

Será que as notas musicais saíam de um cravo?
Simplicidade mesmo comovente! Beijo.

Til disse...

Dizem que é preciso ter arte para apreciar as coisas simples da vida...

Elvira Carvalho disse...

As coisas mais simples são na maioria das vezes as mais belas.
Um abraço

Remus disse...

Sendo assim, se continua, já me estou a preparar para entrar... Até já limpei os pés no tapete da entrada.
:-)

Rute disse...

A Igreja é linda, convida mesmo a entrar:)

1 bj

Paula Borges disse...

Igreja ideal, para o senhor começar a ir à missa...