13.7.14

Uma fotografia por dia... nº 3398

Minho, 2014
No meio do caminho tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
Tinha uma pedra
No meio do caminho tinha uma pedra.
Nunca me esquecerei desse acontecimento
Na vida de minhas retinas tão fatigadas.

Nunca me esquecerei que no meio do caminho
Tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
No meio do caminho tinha uma pedra.

Carlos Drummond de Andrade, No meio do caminho tinha uma pedra


8 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Bela imagem muito bem acompanhada pelo poema de Drummond de Andrade.
Um abraço e bom fim de semana

Til disse...

Excelente poeta...

aflores disse...

Adoro caminhos com pedras... desde que vá bem calçado.
:)

Tudo de bom.

Fatyly disse...

Que maravilha...adorei!

Boop disse...

Gosto muito deste poema!
Foi utilizado este ano no 4º ano da filha Boop
:)

Custódia C. disse...

Um caminho de pedras pode ser tão mais lindo, intrigante e apelativo do que o caminho limpo e sem socalcos ...

L.S.A. disse...

E será que ele nunca deu uma topada...?
Eu que diga o perigo que isso é...!

Mona Lisa disse...

Soberba foto!

Tocou-me...

No meio do meu caminho surgiram várias pedras que sempre ultrapassei, contornei...na última que tropecei, da mágoa nunca me livrarei...

Beijinhos.