9.6.14

Pensamento do dia... (profundo)

Quando me casei, descobri a felicidade.Mas aí já era tarde demais.

3 comentários:

Cronista da Parvoeira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Cronista da Parvoíce disse...

Um homem casa-se quando, num momento de fraqueza, esquece estranhamente todas as vantagens do celibato (sair para a farra, escolher a roupa, alugar pornografia, ver sites pornos, alimentar-se e pensar pela própria cabeça…etc.). É óbvio que, e apesar das inúmeras vantagens do celibato, nada impede o solteiro de cortejar. Ai perguntarão: “O que leva os homens a perseguir mulheres com quem não tencionam casar?” Naturalmente o mesmo impulso que leva os cães a perseguir um carro que não tenciona conduzir…

Margarida Belchior disse...

Às vezes só se percebe bem como é bom o que se tem, como nos faz falta, depois.

Feliz de quem conhece outros tipos de "casamentos" e não perde a sua liberdade com os ditos, antes a enriquece.