8.12.13

Uma fotografia por dia... nº 3181

Penafiel, Lagares, 2013
Com que voz chorarei o meu triste fado?, perguntava a Amália. É verdade, é inútil dormir que a dor não passa! Precisamos de um engano para vivermos... É inútil contrariar esta característica, já que ela está nos nossos genes.

4 comentários:

Mona Lisa disse...

Vermelho /alaranjado uma cor com vida. Essa vida tão curta que temos o dever de a aproveitar ao máximo!

Abstraí-me do melancólico e real texto para me deliciar com a vida,
simplicidade e beleza que emanam da tua foto e sorri!

Beijinhos.

Fatyly disse...

Sabes bem que eu nunca gostei de fado, nem de Amália...puxa pá...ouvir música mais alegre, que enquanto a ouvimos esquecemos o que é mau.

Tudo passa na vida...até nós estamos de passagem...eles é que se julgam jovens e eternos mas um dia terão a paga.

Quanto à foto 5*****...gosto do Outono apenas pelas "roupas de cores vivas" com que a natureza se veste...mas não há meio de gostar e...falta muito para os dias grandes e quentinhos?

L.S.A. disse...

Pois é a "dor verdadeira" gosto de fado, como aliás gosto de quase toda a musica desde que seja boa.
Agora divirto-me mais com a Deolinda. Com ela dou gargalhadas, e eu gosto de rir.
Esta tua fotografia é muito expressiva.
A dor meu caro, a verdadeira dor, nada a faz esquecer, e é impossível dormis com ela.
A verdadeira dor é terrível. quem me dera não a conhecer.
Bos semana.


Graça Pimentel disse...

Que bem soube esta cor maravilhosa. Obrigada.

beijo