14.10.13

Uma fotografia por dia... nº 3126

Beira Baixa, Castelo Novo, 2013
As cores fortes que revestem as madeiras, funcionam como elemento identificador e diferenciador que ressalta perante a uniformidade da construção, quase como se de um apelido ou alcunha se tratasse. Aqui tudo é feito com critério.

6 comentários:

Graça Pimentel disse...

Que engraçado usarem cores tão fortes e diferentes par as portas e janelas. Ainda por cima ajuda a tornar as fotografias lindíssimas.

beijo

Fatyly disse...

Nao sabia que "funcionavam como elemento identificador e diferenciador".

Mona Lisa disse...

Elemento identificador e diferenciador de quê?
Já nos mostraste uma rua toda em amarelo.

Mesmo de diferentes cores todas estão conservadas, havendo assim um elo comum.

Uma aldeia linda , conservada, onde o silêncio é rei!
Tudo isto comprovado pela tua soberba foto.

Beijinhos.



paideleo disse...

Curioso.
Din que aquí, en Galicia, as casas das vilas costeiras son de cores distintas para que o mariñeiro identifique a súa casa dende o mar.

aflores disse...

...e bom gosto.

Grande abraço!

Vítor Fernandes disse...

Foi um dos locais, suja recuperação me surpreendeu positivamente.