3.9.13

Uma fotografia por dia... nº 3085

Mosteiro de Arouca, 2013
Visão de um dos corredores do mosteiro de onde nasciam as celas das monjas, que eram de uma dimensão apreciável, em comparação com outras que tenho visitado. A guia informou que isso se devia à riqueza que possuiriam para poderem ser admitidas. De notar que a vocação era de somenos relevância, mas importava às famílias nobres poderem ter (?!) uma familiar no mosteiro.

7 comentários:

Anónimo disse...

É sempre útil ter alguém, que nos é muito próximo, no poder..

BEIJINHOS
Paula Borges

Anónimo disse...

Bem conseguida a foto!
Parabéns ao fotógrafo!
Abreijos
Paula Borges

Mona Lisa disse...

A Igreja e o seu poder(de interesses) temporal!

Uma foto de mestre, em que nos dás a conhecer a riqueza e grandiosidade de parte do interior do Mosteiro.

Beijinhos.

L.S.A. disse...

A tua foto é belíssima, não te estou a elogiar, porque não concorro a eleições. Digo verdade,
Mas quanto á entrada nos Mosteiros, teria muito para contar.
O dinheiro para a Igreja é como mel para as abelhas.Ainda bem que sou,uma pobretana. e sou alentejana de gema.

Ritinha disse...

Uma foto, uma história vivida, independe de quem.
Linda!
bjs
Ritinha

addiragram disse...

Os lugares tomam outro sentido quando conhecemos melhor a sua realidade histórica...
Apesar da maior área da cela a clausura era clausura...

Fatyly disse...

Subscrevo inteiramente o comentário de L.S.A.