26.6.13

Uma fotografia por dia... nº 3016

Jardim Botânico do Porto, 2013
Pois toda esta ambiência, que tem vindo a ser descrito há cerca de um mês, está toda imbuída de Sophia de Mello Breyner Andresen, já que foi este foi o lugar da sua meninice. É inspirador passearmo-nos por onde ela respirou... se inspirou e se formou!

5 comentários:

Mona Lisa disse...

Um poetisa que revela uma grande fidelidade à realidade do mundo em que vivemos, tentando no entanto levar-nos a vê-lo de uma forma harmoniosa.

Presto-lhe a minha homenagem com um dos seus poemas que muito gosto.

AUSÊNCIA

Num deserto sem água
Numa noite sem lua
Num país sem nome
Ou numa terra nua

Por maior que seja o desespero
Nenhuma ausência é mais funda do que a tua.

A foto ficou SOBERBA!O Bronze suavizado pelo verde!

Beijinhos.





Graça Pimentel disse...

Uma mulher espantosa e uma poetisa que nos deixou muita poesia de lembranças aqui passadas.
'Dizemos "Sophia" e não precisamos de dizer mais nada' como disse a seu respeito Alice Vieira.

Beijo

Isabel disse...

Sophia criou tantos "lugares",que permanecem vivos, que poder passear nos "seus" Jardins é recriar a ilusão de pertencer ao seu universo único.
Terei mesmo de conhecer o Jardim Botânico do Porto.

Fatyly disse...

Sempre gostei muito de a ler...mas impressiona-me ver "bustos" e não sei dizer o porquê?

Elisa T. Campos disse...

Uma linda escultura.