13.12.12

Uma fotografia por dia... nº 2821

Porto, 2012
O regresso a casa é sempre bom, mesmo que seja no fatídico pára-arranca de todos os dias. Mais um dia que ficou para trás ou, melhor dito, mais um dia que agora começa, já que até agora o dia não me pertenceu. São tão curtinhos os nossos dias, não são?!

10 comentários:

Mona Lisa disse...

Depende do que e de quem nos espera...

Um sorriso e um abraço ,à nossa espera, tornam-no lonnnnnnngo...

Adorei a foto.Um olhar lindo com a magia do entardecer, como pano de fundo.

Beijos.

addiragram disse...


Sem tirar nem pôr...

Remus disse...

Passar minutos ou até horas no pára-arranca, não é bom para ninguém.
Essa ideia do «mais um dia que agora começa, já que até agora o dia não me pertenceu.», acho que é uma ideia muito errada.
Temos que ser felizes mesmo no trabalho, já que ele faz parte da nossa vida.

April disse...

Belissima foto..
No meu entender o dia pertence me logo pela manhã..porque a maior parte do nosso tempo passamos no trab e é sempre bom gostarmos do que fazemos..posso dar me ao luxo de dizer,, eu amo aquilo que faço..
mas, sim concordo quando diz que são curtinhos..como costumo dizer, a minha vida começa quando saio do meu trabalho..

cumprimentos..

Rui Morel Carneiro disse...

Belíssima essa foto do ocaso. Quanto aos comentários sobre o uso do tempo, a cada um importa. As 24hs do dia são utilizadas diferentemente a cada indivíduo.

Noslen ed azuos disse...

cada dia mais rápido, é sinto falta de ver as ondas do mar, lá o tempo pára.

ns

paranoiasnfm disse...

Lindo!

Fatyly disse...

É sempre bom, para mim era...mas jamais no pára-arranca - marca incondicional da tradição dos portugueses de chegarem atrasados a tudo.

Pérola disse...

Têm os mesmos minutos para cada um de nós.
Tudo depende de como os vivemos.
Boa viagem!

Janita disse...

Tens razão, Manel!
É tão curtinho o tempo de que dispomos para nós próprios...o meu é quase nulo! Mas vou fazendo por isso...

Beijinhos.