2.12.12

Ao correr da pena... V

Hoje vou falar a sério... se conseguir! Gosto da nudez, na medida em que ela representa a verdade! Não me refiro à nudez feminina (tanto melhor...) , mas à nudez em geral. A nudez é o que podemos ter e o que temos para dar... e que haja quem nos aceite por isso! Gosto, pois, da verdade... enquanto a puder aguentar! E enquanto aguentem a minha...! Sim, que isto é uma afirmação e uma verdade de dois sentidos, portanto biunívoca!. Sim, gosto da verdade dos sentidos... e nos dois sentidos! É ela que nos eleva e que nunca nos subtrai, porque o que existe está à vista daquele(a) a quem o mostramos e nos quer ver. E se não quiser ver, também essa atitude é verdadeira. É aí que somos o que somos sem subterfúgios, sem “make up”, sem luzes coadas, sem encenações... É curioso como passamos uma vida na encenação, esquecendo que a verdade é apenas a nudez. Não, não defendo que andemos nus por aí (sobretudo no inverno)! Há a questão da vestimenta que colore (e oculta) aquela “verdade” que queremos em geral não mostrar e que faz parte da nossa existência! Mas tudo se exprime quando as cotas de malha caem antes da batalha... E o bonito começa... quando as pessoas se interessam mais por aquilo que compreendem, do que por aquilo aquilo que mostram! Amanhã há mais...

10 comentários:

Mona Lisa disse...

Gosto da nudez da verdade..."nua e crua"...frontal!Sem "maquilhagem".

Verdade e honestidade andam de mãos dadas.

Beijos.

Fatyly disse...

Há a questão da vestimenta que colore (e oculta) aquela “verdade” que queremos em geral não mostrar e que faz parte da nossa existência! Mas tudo se exprime quando as cotas de malha caem antes da batalha... E o bonito começa... quando as pessoas se interessam mais por aquilo que compreendem, do que por aquilo aquilo que mostram!
..............
Que te dizer amigo? não já não tenho palavras...

Beijos

maria madeira disse...

Prefiro a transparência. A nudez é mostrar tudo, e existem pessoas que pela sua falta de honestidade, não devem ser presenteadas com essa «nudez», até por uma questão de nos protegermos.

Entretanto a transparência, a tal que pratico diariamente (faz bem à saúde e mantém-nos em forma) é revelar apenas e só, o que deve ser revelado, ou pelo menos saber, o que deve ou pode ser «colocado em cima da mesa».

Maria de Jesus Lourinho disse...

"Sob a nudez forte da verdade, o manto diáfano da fantasia". É assim que gosto dela.

paranoiasnfm disse...

Gosto das duas. :)

Pérola disse...

Gosto desta tua nudez.
Mas, onde mora a verdadeira 'Verdade'?
Um ideal!

beijo

Paula Nogueira Guerra disse...

É isso mesmo... a transparência no sua mais profunda maneira de ser e estar!

ADOREI!!!!

Hanaé Pais disse...

Apenas menti para ser agradável e educada.(o que é desculpável).
Por esse motivo gostei o seu texto.
Verdade?
Existe algo mais belo do que a verdade?
Não, claro que não!
Mas já não existe verdade, foi um dos valores que se perdeu.
Verdade é coragem e honestidade.
O mundo é agora um palco de fantasia.(e muita maldade).
Mas acredito, que esses valores ainda possam voltar.
Vamos ter esperança!

Marli Franco disse...

Apreciei muito teu texto e as maravilhosas fotos!
Admirei o teu leve conduzir da palavra criando uma pitada aqui e ali de humor inteligente mas com uma profundidade perseverante durante todo tema.
Perfeito teu talento nas fotos e na escrita!
Os meus aplausos de aprendiz tanto nas fotos quanto na escrita.

Um beijo de violetas.

Vim visitando amigos na blogosfera e conheci teu espaço. Se desejar deixo aqui o endereço e o convite para os meus dois blogs, tua presença é uma honra para mim.

http://marlifranco.blogspot.com.br/

http://marlifrancofotos.blogspot.com.br/

Elisa T. Campos disse...

Gostei .
É tão difícil viver essa realidade.
E por isso que gosto dos pássaros, flores, céu e mar, de uma nudez colorida de inúmeras transparências.

bjs