6.10.12

Uma fotografia por dia... nº 2753

MFC - Pé de Meia
Ponte de Lima, 2012
A História está sempre presente para onde quer que vamos. Mas aqui surge uma recordação de infância... Esta porta dava acesso à cadeia e num domingo de romaria, enquanto as pessoas se passeavam despreocupadamente, descia uma cesta por entre as grades da torre/cadeia para que os passeantes deixassem algo para os presos: um cigarro, um pouco de pão doce ou até uns tostões! Outros tempos...

22 comentários:

papoila disse...

Outros tempos, muito interessante!

Helena Prata disse...

Muito interessante esse hábito. Realmente olhando os cadeados parece mesmo o acesso de uma prisão.

:.tossan® disse...

Já me hospedei em um lugar assim parecido (contra a minha vontade) por que eu era um tormento
para os militares. Na faculdade falava tão mal dos milicos com o megafone que eles me convidaram para a masmorra. Não faz mal...Fez parte da minha do crescimento da minha serenidade. Abraço

PS: Desculpe o desabafo. Lutei...Lutei... Não adiantou nada! É um álibi perfeito para eles e tudo continua como estava.
Civil ou militar, são todos aliados.

aflores disse...

Outros tempos... muito presentes.

Grande abraço.

Tudo de bom!

Fatyly disse...

Desconhecia por completo...e a foto está excelente!

Abraços

Manuel Luis disse...

Esse gesto tornou-se impossível mas a história continua.
Abraço

C. disse...

Não conhecia de todo *.*

Silenciosamente ouvindo... disse...

Sempre bom saber histórias do
passado.Bj
Irene Alves

Fa menor disse...

... e deu uma excelente foto!

Filha do Rei disse...

As melhores fotos são aquelas que surgem de histórias que não conhecemos.
Tenha um lindo fim de semana.Bjs

Margarida Alegria disse...

Uma das portas emblemáticas dessa vila!
Bjo

Fábio Martins disse...

A história é fantástica. Nos tempos que decorrem já o esquema é feito de outra maneira :-)

Graça Pimentel disse...

Este foi o primeiro ano que não fui a Ponte de Lima. A Torre da Cadeia é linda e já lá vi uma exposição muito interessante. Suponho que agora funciona lá o turismo, não?

beijo

CE disse...

Tenho uma queda por portas, e sei lá o por quê! Acho porque elas remetem à pessoas que entraram e saíram, e suas histórias ao passarem por ali.
Eu divaguei, mas a História está aí para preservar o que nossa memória talvez não conseguiria.

Um bom resto de sábado, e um ótimo domingo, mfc!

Lilá(s) disse...

A foto está impecável! és mestre...
Bjs

Janita disse...

Olá Manel!
Estive a passar «revista» às fotos que tinha em atraso.
São todas lindíssimas e sobre os mais variados temas, como sempre.
Aquela das florzinhas lilás é uma beleza. Eu chamo-lhes campaínhas e fazem parte das minhas lembranças de infância.
Esta de hoje é muito interessante, pelo excerto de História que lhe acrescentas.
Parabéns, meu amigo. Continua tudo óptimo por aqui.
Beijinhos.

Pérola disse...

E nem fazemos ideia de como serão as coisas daqui a alguns anos.

Estás bem?

Tenho saudades do mfc.
De me cruzar contigo na blogosfera.
Volta!
Não podes?
Não queres?

Um beijinho

Mona Lisa disse...

Outros tempos...costumes sensíveis, humanos!

Adorei a foto!

Um olhar que faz pensar!

Beijos.

Naná disse...

Que curioso!

Paula Nogueira Guerra disse...

Uma vila super pacata e LINDA!!!!!

Remus disse...

Esse pormenor de história eu não sabia. :-)

Como li ainda à dias, um macaense dizia que o povo português era o povo do "dar um jeitinho". E por ser assim, por estar sempre disposto a dar um jeitinho, era tão bem considerado lá para os lados do Oriente.

Elisa T. Campos disse...

Outros tempos é certo.
Hoje por certo os objetos deixados não seriam esses, talvez?