12.9.12

Uma fotografia por dia... nº 2729

MFC - Pé de Meia
Amarante, 2012
O elemento austero cede imediatamente perante o elemento floral e um sorriso automaticamente se instala em nós. Isso é que nos é natural: fomos feitos para aceder à felicidade e não para penarmos... mas também somos os nossos piores inimigos, a começar pela apatia com que permitimos que a justiça e a repartição equitativa esteja ausente das nossas sociedades.

28 comentários:

✿ chica disse...

O poder das flores! Lindo! abração,chica

#*Marly Bastos*# disse...

E num é?
Esse cimento frio e velho tão estéril, contrapondo com as cores que a vida brinda aos nossos olhos
Linda fotografia sr pé de meia.
bjks doces

Fábio Martins disse...

É uma imagem bonita!

Ana disse...

Concordo! Também sorri, pois o belo sobressai sempre.

Linda foto, sem dúvida.
Um beijinho



Mona Lisa disse...

Gostamos de penar!

Flores com sua simplicidade, beleza e cor amenizando a austeridade dos claustros.

Mais um pormenor magnífico dos claustros.

Beijos.

Pec disse...

Mais austeridade não! =oP

Fatyly disse...

Que foto maravilhosa e demonstrativa do que disse há tempos...flores+flores embelezam tudo e todos.

Quanto à "apatia"...não meu amigo...é "medo" o mesmo do tempo da outra senhora que toldava os movimentos e a vontade de ir mais além!

mundoacores disse...

Lindas as flores. :)

Janita disse...

Não há edifício, por mais antigo e decadente, que não ceda à beleza das flores!
Esta foto é bem o exemplo disso.

Manel, não perdes a oportunidade de dares a tua aguilhoada de cidadão preocupado com a situação caótica em que se encontra o nosso país. Fazes bem e parabéns por isso.
Beijinhos, Amigo!
Janita

papoila disse...

Que Bonito.
xx

Existe um Olhar disse...

A austeridade em sintonia com a beleza das flores, ambas se completam, pena que na vida real nós dispensaríamos bem a primeira.

Beijos Manuel

Ale Quejinho disse...

Flores, são sampre flores!

Túlia Catalão disse...

Sempre as flores são um sorriso para alma mesmo na austeridade.
Magnífica fotografia!
Abraço

Custódia C.C. disse...

Sei que me estou a repetir, mas quando fico uns dias ausente é sempre um prazer enorme ver as tuas fotos lindas, tão bem articuladas com os textos ou vice-versa :)
As fotos de Amarante deixam-me com um sorriso nos lábios, pois trazem-me à memória os dias óptimos que aí passei em Abril ...

saboracasa disse...

"o belo sobresai"

lindo texto e linda foto, combinação perfeita

luisa disse...

Não sei se continuaremos assim tão apáticos...

Pérola disse...

Somos contraditórios.
Somos humanos e como tal imperfeitos.
Adoro os apontamnetos florais.
Ligam bem com a frieza da pedra.
Beijinho

manuela barroso disse...

A fragilidade da pétala, a auteridade granítica e o musgo seco. Uma triologia perfeita para meditar.
Beijo M.

A. LaRoque disse...

Gostei da foto e gostaria sim que realmente uma forma de vida mais equitativa existisse nas nossas sociedades.

Reinadi Sampaio disse...

Existem dias que nossos olhos sentem a necessidade de ver algo assim verdadeiro, e, a Alma rir e o riso a ecoar por todo no Universo, faz com que esqueçamos de como esta vida é cruel e decepcionante.

Beijo meu amigo.
Reinadi.

Margarida Belchior disse...

... fascinante esta fotografia sobretudo pelo seu ângulo - és um ótimo observador. Muitos parabéns!!

:-)

Beijinhos grds

Parapeito disse...

um bom momento...foto e texto...casam na perfeição :)

Maria disse...

Gosto.

Canto da Boca disse...

Dos lugares mais inóspitos, é onde a beleza transcende... e surpreende!

Remus disse...

A parte de cima deste claustro(?) é muito mais recente que parte de baixo. Duas épocas, encarrapitadas uma em cima da outra.
O pormenor dos potes com flores, é um pormenor que o arquitecto do edifício teve todo o mérito.

Margot Félix disse...

Quando as encontramos nos lugares mais improváveis o sorriso é mais largo!

Mena disse...

Que bela imagem!

Elisa T. Campos disse...

Dois vasos de flores que fazem toda a diferença.

Um abraço.