11.9.12

Uma fotografia por dia... nº 2728

MFC - Pé de Meia
Minho, Rodetes, Casas da Azenha, 2012
Tudo aqui faz lembrar o rio e os trabalhos com ele ligados. As mós dos moínhos de água Vêem-se por todo o recinto. Sou levado a concluir que talvez existisse por aqui algo de comunitário no que diz respeito às azenhas uma vez que são tantos os elementos a elas ligados, que nos leva a ir nesse sentido. Aliás a azenha tinha sempre um sentido de comunidade...

45 comentários:

Vítor Fernandes disse...

Estas "paisagens" rústicas deixam-me sempre encantado.

Mona Lisa disse...

Mais uma maravilhosa foto da série "Paraíso na Terra".

O espírito comunitário será novamente, o "norte " do futuro que se avizinha.


Sentei-me na cadeira de ferro, sonhando...

Beijos.

Caroline Godtbil disse...

Tuas fotos são encantadoras! Me aguças o desejo, já tão intenso, de visitar e conhecer detalhadamente esse belo país.
Beijo.

Ângela Almeida disse...

Que recanto lindíssimo ... adorei :)

Lacorrilha disse...

Ai que esse cantinho é um sonho, só me dá vontade de fazer já a malinha e ala que se faz tarde.

MINHA VIDA DE CAMPO disse...

Que imagem belíssima, essa parede de pedra e as rodas passam um imagem de que ali o tempo parou para apreciar as belezas das flores.
Bjos e uma ótima semana, inspirada para nos presentear com mais imagens esplendidas.

A Luz A Sombra disse...

No Norte existiam muitas aldeias comunitárias, portanto é possível que as mós sejam desses lugares. Também pode acontecer que sejam utilizadas como decoração e que as trouxessem de outros lugares.
Para quem gosta de campo e socego este deve ser um bom lugar.
Deve haver por ali muito para fotografar!
Boa noite...

Margarida Belchior disse...

... a energia da água que faz girar as mós para moer os grãos de trigo, milho ou centeio ... o barulho da água que corre e dos engenhos que se movem e rangem sem parar ... a frescura do lugar cheio de fetos e de musgo, num conjunto infinito de verdes ... no meio das paredes de xisto ... lugares de árduos trabalhos de outrora e de belíssimo lazer agora ...

Tenho que ir aí!
:-)

Beijinhos grds

Maria Emilia Moreira disse...

Um belo registo do que ainda sobra de tempos que já lá vão...
Abraços.
M. Emília

Claudia disse...

Composição maravilhosa!

Marina Linhares disse...

Delicioso espaço florido, bom para relaxar.

emptyspaces11 disse...

Pedras que se desgastam quase nada.
Depois do trabalho de vidas,
Competem com o tempo.
Mós que descansam solidárias.
Não há senão um eco de engrenagens no muro.
Um burburinho de além.
Já aconteceram num tempo e, agora, não há senão uma presença sutil, um sussurro, por entre as flores e o banco do jardim.

Vivian disse...

...deixei meus pensamentos
descansar neste banco,
e assim pude viajar
no tempo!

que belo post!

bjbj,alma inspirada!

D. disse...

Linda esta paisagem e foto.

mundoacores disse...

Que foto linda.
Bjinhos
:)

Paranoiasnfm disse...

Linda imagem! :)

Canto da Boca disse...

Eu esqueceria do mundo, sentada ali naquele banco de ferro...

Manuel Luis disse...

As coisas que valem a pena, não são fáceis de manter.
Abraço

C. disse...

As tuas fotografias deixam-me com uma vontade imensa de viajar *.*

C. disse...

As tuas fotografias deixam-me com uma vontade imensa de viajar *.*

C. disse...

As tuas fotografias deixam-me com uma vontade imensa de viajar *.*

Justine disse...

Belíssimo recanto, que me faz lembrar os tempos antigos nas aldeias - o sentido de vizinhança, a solidariedade. Valores que hoje mal se reconhecem...

manuela barroso disse...

Um regressso ao passado com recordações tão bucólicas!
Mas a sua inatividade trouxe uma imensa nostalgia:habituadas ao ruído da àgua, ei~las agora encostadas a um rio seco!
Beijinho

maria madeira disse...

Rio. Moinhos. Tudo isto me leva de volta a casa dos meus avós...

Pérola disse...

Comunidade: Eis uma palavra que devia fazer mais sentido do que nunca. Afinal nunca a distância foi tão curta, nunca as linguagens se traduziram tão rápidamente...

No entanto, sinto um individualismo crescente, um mau estar geral que não se coaduna com a comunidade.

A fotografia é linda. Adoro paredes de pedra.

Beijinho

Fábio Martins disse...

Deu um belo postal!

Mz disse...

Que lindo!

Adri Aleixo disse...

Olhos de encantamento...os meus!

Beijo!

Rute disse...

Não sei como descobres estes cantinhos tão maravilhosos...estou a começar a ficar com inveja...;) Está muito bonita, esta fotografia.

1 bj

Tiago Braga disse...

epah, que local bonito, apetece mesmo ir a correr para ai tirar umas fotografia, mesmo lindo!

Neusa disse...

Belo recanto.

Bjs
Neusa

intimidades disse...

e bom estar de volta

tinha saudades das tuas magnificas fotos

Bjinhos
Paula

Fatyly disse...

Um autêntico postal...gostaria de ter um cantinho como esse:)

Vera, a Loira disse...

Que saudades destas tuas fotos que nos transportam nos locais.

Ana disse...

Esta foto está tão, mas tão linda. Concordo com o comentário da Vera, parece que nos transportam.

Já andei a ver as casas e aquilo é um sonho. Só não vi nada por 50€ :(

Seja como for, ficou a sugestão e está na minha lista de projectos a concretizar, pois tal como disse, é a minha cara.
Muito grata pela informação :)

Su disse...

Esta foto estás lindíssima! E com belas cores.
Beijinhos

Dr. Assur disse...

Saudades desse Portugal...

silvioafonso disse...

.



Dizem que açúcar, massa e gor-
dura, quando consumido em gran-
de quantidade, engorda, mas pou-
cas são as pessoas que sabem que
algumas palavras dita em hora
indevida engordam, não qualquer
crianças, mas as inteligentes, e
muito.

Leia no meu blog o desenrolar
da coisa.

Um abraço,

silvioafonso






.

Abraço-te disse...

Que encanto!

Abraço-te

luisa disse...

Que composição tão bonita :)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Bela fotografia!

Remus disse...

Belo recanto. Pura paz e tranquilidade.

Margot Félix disse...

Luz perfeita. Lugar lindo!

:)

Naná disse...

Já tinha saudades de passar por cá e ver estas imagens lindas que sempre nos trazes!

Elisa T. Campos disse...

Esse recanto dá uma grande sensação de paz.

bjs