14.7.12

Uma fotografia por dia... nº 2669

MFC - Pé de Meia
Póvoa de Varzim, 2012
São efectivamente a nossa vida eterna e vê-los crescer é uma alegria permanente. Daí que, apesar dos sacrifícios que inevitavelmente acarretam, não consiga entender esta tão baixa taxa de natalidade que se instalou no nosso país. Deve ser a mesma visão curta que permitiu que, com toda a liberdade, este povo tivesse eleito o governo que temos!

61 comentários:

Neusa disse...

Pois é. As desculpas são muitas. Eu mesmo tenho as minhas para ter tido só um. Mas essa mãozinha dá uma saudade do Davi bêbe e olhe que ele ainda tem 4 aninhos.

Bjos
Neusa

Canto da Boca disse...

A bela e significativa imagem, minimiza de alguma forma, ainda que por breves instantes, a situação preocupante.

Ana Paula disse...

Uma foto que imunda de ternura meus olhos.
Beijo

intimidades disse...

lindissima

Jinhos
Paula

Mona Lisa disse...

A maioria abdica da maternidade pela incerteza do futuro.

Quem os pode condenar?!

Que doçura! Que ternura!Um miminho!

Adorei a foto!

Beijos.

Naná disse...

Mfc, foto lindíssima!
Quanto à natalidade, percebe-se perfeitamente o decréscimo... quando temos um governo que encoraja a IVG muito mais que a natalidade e depois, vamos ter filhos para eles serem encorajados mais tarde a abandonar a sua pátria?!
Eu bem quero contribuir para a natalidade deste país, mas vejo as coisas demasiado negras para trazer outra criança ao mundo.
No entanto, uma coisa seria certa: amor e carinho nunca lhe faltaria ao segundo e a todos os filhos que trouxer ao mundo, sejam eles um, dois ou 3!

Margot Félix disse...

Que bela!

Reinadi Sampaio disse...

Amei! Sentir esse toque na pele é como tocar a Alma. A maternidade é algo tão sublime pra mim, que eu chamo os meus quatro filhos de 'mãe'. Os amo cada vez mais (e o mais velho, em novembro, completará 40 anos).

Obrigada Manel, meu amigo, por esse tão sublime momento.

Beijo fraterno.
Flor.

Dri disse...

Adorei a foto e concordo em parte com o que escreves mas penso que as desculpas para não se ter filhos não se prendem apenas com as dificuldades em que vive o país, acho que vão além disso...é um assunto complicado!

CNS disse...

Ao ver esta fotografia só penso em duas coisas: ternura e saudades. E destas últimas, muitas.

Bom fim de semana.

Magia da Inês disse...

Muito bonita!
Amei a fotografia.

¸❤✿•.¸
♥ Bom fim de semana!
♡ Beijinhos.
Brasil

Jorge Costa Reis disse...

Curiosamente eu entendo, mas não pelas razões habitualmente citadas.
A crise, só por si, não a justifica.
Talvez uma espécie de comodismo, de quererem manter aquilo a que os jovens chamam "liberdade". Será ?
Ou falta de apego ao conceito de família.
Será ?

Uma bela foto.
Abraço

april disse...

Em certa parte não posso deixar de concordar com o Srº Jorge Costa Reis.. as descps não são só pela crise que se instalou, mas também porque os jovens querem manter a sua liberdade, sou a prova viva disso..

Mas essa imagem é lindissima e faz me lembrar de todas as vezes que toquei nos meus sobrinhos quando bebés, sabermos que só nós seres crescidos podemos proteger e cuidar..
parabéns pela foto..bjx bfsemana

Janita disse...

Um brinde, esta tua foto!
Não tarda nada essa mãozinha estará a agarrar a tua e caminhar a teu lado.
Vê-los crescer é uma dádiva. Aproveita cada instante, Manel!
O tempo passa tão rápido!
Beijinhos para todos.

Fatyly disse...

Nem eu consigo entender...e subscrevo totalmente o que dizes porque fomos assolados por "visões curtas" e verás que quando estes caírem (e não faltará muito) irão para lá os anteriores.

Esta tua foto é linda, vá diz lá um cadinho mais...neto ou neta?:):)

Margarida Belchior disse...

... uma grande ternura de fotografia!! Fez-me sentir saudades ... :-))

Não concordo que acarretem sacrifícios ... não gosto de lhes chamar assim ... gosto mais de falar em mudanças e adaptações necessárias, pelas riquezas que nos trazem e que precisamos de integrar no nosso quotidiano.

Beijinhos grds, com saudades

SOL da Esteva disse...

Uma foto plena de ternura e futuro.
Gostaria de colocar duas questões mais uma:
1º - Os Governos esqueceram (há muito)que um País é feito pelo Povo, pelo que apenas se reflectem no imediato (Q. veja D. Sancho I de Portugal). Sem Povo, não há País;
2º - Que as (amplas) liberdades amorais estejam acima da Educação Moral e Cívica que deveria prevalecer nas Famílias e nas Escolas;
3º - Sem resultados positivos dos dois pontos anteriores, não prevaleceremos para além de duas gerações.

Assim, fico em crer que os Governos tudo façam para que a Pátria seja coisa da História (a esquecer) e a miscelanização dos povos da Europa se torne naquilo por que vêm a trabalhar.


Abraços


SOL

Gi disse...

Ah, não queiras julgar quem optou por não ter filhos. Pode haver imensas razões, e todas elas são válidas para não pôr no mundo quem não é desejado.
Haja condições para desejar filhos, é tudo o que se deve dizer.

C. disse...

ai que fotografia tão linda :,) eu gostava de ter 3, mas as coisas estão tão dificeis...

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Egoísmo, mfc, egoísmo. Ou se dá tudo às crianças, ou é melhor nao tê-las, é o pensamento dominante há muito. E nós? Não tinhamos tudo mas afinal tinhamos tudo. É a geração do conforto e do hedonismo...

Diana Tavares Fotografia disse...

que foto ternurenta e que momento mais belo..:)

Maria de Jesus Lourinho disse...

Quem ainda não os teve não sabe o que perde. Os outros, fazem contas à vida porque os portugueses nunca viveram acima das suas possibilidades e estas estão cada vez mais reduzidas.

✿ chica disse...

lINDA foto, boas reflexões.Abraços praianos,chica

greentea disse...

Gostei muito da foto! Podia ser a maozinha da minha bebé quando nasceu ou qualquer outra. Criei a minha filha sozinha nos tres primeiros anos porque o pai estava fora em serviço. Não é fácil e nunca tive ajudas das avós nem das tias nem de quase ninguém e não repetiria a dose. Para compensar, tenho já 14 sobrinhos-netos e +1 para o mês q vem.
Poderá ser uma visão curta, mas melhor seria q certas pessoas não os tivessem, tal como tantos outros nem deveriam ter direito de voto

Evanir disse...

Ter vc comigo é maravilhoso! Obrigada pelo carinho e sua amizade.
Obrigada por reservar um cantinho em sua vida. para abrigar o meu amor e carinho.
obrigada por partilhar comigo.momentos tão sublimes nesta troca gratuita de amizade!
Que Deus te proteja hoje e sempre.
Obrigada também por estar sempre comigo
em todos os momentos da minha vida.
E através dessa magica telinha que encontrei
alegria de viver e lutar sempre .
Aqui tenho amigos reais por isso
sempre digo.
Amigos para Sempre.
Um feliz e abençoado final de semana.
Beijos no coração,Evanir.
Não se esqueça que ..
Estou seguindo -te e te amando.

Ângela Almeida disse...

Uma ternura esta foto ...

Adelina Silva disse...

Ai que bonita!!!!!!!!!!!

Mónica disse...

interessante ponto de vista

AvoGI disse...

não entendes? eu entendo, hoje em dia é caro te rum filho, depois há o trabalho depois há a vida social
entendes, agora?

Xs disse...

Verdade!!
E que vontade....

Não sei se ligas muito a isto, mas passa lá no meu blog que há presentes para ti!

mundoacores disse...

Eu também acho que são uma maravilha. Mas a vida nem sempre permite. ;P
beijinho e um findezinho colorido

Porque um dia me perdi... disse...

MESMO...

Num futuro proximo mais um bebe faz parte dos meus planos ...apesar dos constantes comentarios de que eu sou louca.. Sou..mas gosto de o ser..

FOTO LINDA

Graça Pimentel disse...

As mãos e os pés de uma criança deixam-me a alma cheia. Apetece olhar, olhar muito e depois mexer, beijar,...
Casar, ou juntar, não altera quase nada a vida de um casal mas um filho é uma volta de 180º e os que estão dispostos a dar essa volta são muito menos do que deveriam ser. É preciso prescindir de muita coisa para dar aos filhos tudo o que eles merecem e que apetece dar.

beijos

Betty Gaeta disse...

Que foto mais linda!
Tenha um ótimo final de semana!
xoxo

Gosto disto!

manuela barroso disse...

Nesta deliciosa fotografia a leitura e ternura das mãos: um mundo que ampara outro mundo!
Beijinhos

Tiago Braga disse...

Ohhhh que ternurinha de fotografia, amei

Multiolhares disse...

Muito terna a foto, as crianças são do mais sublime que existe, o abdicar dessa alegria cada um terá a sua razão, tenho um filho casado á 10 anos ele e a esposa simplesmente não querem filhos pois dizem que os dois se bastam e o que vier estraga, palavras deles, se entendo? não, mas respeito, quanto á liberdade será que sabemos o que é e o que fazer com ela...
beijinhos

Pérola disse...

Hoje em dia está difícil o auto sustento, quanto mais a responsabilidade de vidas novas.
Penso que a baixa taxa de natalidade está relacionada com o espírito que se sente na atualidade. Só pessimismo e não se vislumbram saídas.
o desemprego não ajuda.
Custa-me ver os jovens sem conseguirem tornar-se independentes e isso tem custos, a opção de não procriar é um deles.
Uma bela fotografia a tua.
Beijinhos.

Beu, a Ruiva. disse...

Não acho que seja por causa da crise a baixa taxa de natalidade. A minha avò teve 7 filhos e criou mais 2 sobrinhos com muitas dificuldades. Nunca foi rica e sempre viveu do campo.
Acho que a razão é mais o egoismo e o egocentrismo das pessoas. Eu até conheço algumas mulheres que não têm filhos para não estragar o corpo. São opiniões :)!
Beijinhos.

marciagrega disse...

Adoro bebês...se não crescessem e ficassem chatos demais eu teria uns 10 kkkkk. Brincadeirinha, mas amo essas coisinhas lindas!!!

Beijão

Camille disse...

que fofurinha! amei!
lindo demais!
bjs

Maria disse...

A minha mãe tinha onze irmãos...!
Quem me dera ter um irmão ou irmã!
Penso que hoje os casais não se aventuram para além de um ou dois.
Alguns até nem os querem pois as famílias já não são as mesmas de antigamente... para o melhor e para o pior... e as crianças sofrem hoje muito mais e mais cedo, e não são bonecos para andar de mão em mão.
É um assunto muito preocupante...!
Bom fim de semana

© Piedade Araújo Sol disse...

a ternura expressa numa foto.

Sopro Vida Sem Margens disse...

Na verdade, coincidentemente...a celebração na mão do preceito "parir".

Quanto a isso, quiçá precisemos dos preceitos do Decálogo, embora seja aquela que perdeu a raça e a fé :)


Beijos meus

Susaninha disse...

QUE TERNURA..A FOTO ESPECIAL..GOSTO, GOSTO:)
E POSSO DIZER...~GOSTO DAS TUAS FOTOGARAFIAS:)

Susaninha disse...

QUE TERNURA..A FOTO ESPECIAL..GOSTO, GOSTO:)
E POSSO DIZER...~GOSTO DAS TUAS FOTOGARAFIAS:)

Margarida C. disse...

Hum dia a ternura vai abraçar o mundo! Linda foto!

paideleo disse...

Eu teño unha foto así co meu primeiro fillo e estou contentísimo con ter dous anque dean problemas e malos momentos.
Eu tardei en ter fillos que non queriamos mirando como estaban as cousas pero apareceu un e tivemos que ir por outro. Iso si, dous chegan para saber o que é ser pai.

Paula Nogueira Guerra disse...

Não há patrocinios e a vida está tão complicada para ter filhos...
Linda foto!!!!
UM MIMO :)

Rute disse...

A fotografia está imensamente terna...eu sou suspeita para opinar sobre o tema porque nunca me passou pela cabeça em altura nenhuma da minha vida não ter filhos...para mim, são a 'coisa' mais completa e perene que podemos ter nesta vida.

1 beijo

lis disse...

Filhos ainda bebês,como são lindos!
depois,crescidos mais lindos ainda... com a diferença que nao podemos mais ficar dando beijinhos a toda hora... rs
Os tempos são outros,há muitas informações distorcidas da família, muitos lares desfeitos,muitas crianças maltratadas, muita 'droga ' rolando, e os jovens talvez nao queiram repetir por repetir.Melhor assim fc melhor.
Deixa que tentem cuidar de si rsrs
doce abraço

Tanita disse...

mfc,
falo por mim, que não tenho nem tive qualquer ajuda para criar o meu filho. O estado está a cortar no básico e a destruir uma nação, agora ninguem se apercebe disso, mas daqui a uns anos, o estrago será tremendo, infelizmente.
E criar um filho é caro, nos dias que correm. Por isso, compreendo a baixa na taxa.

Marco C. disse...

tou a contar até ao final desta semana, começar a tirar fotos destas! :)

Remus disse...

Mas se calhar também o pessoal já não sente as palavras cantadas pela senhora Simone de Oliveira, quando dizia que "Quem faz um filho fá-lo por gosto".
:-)

A beleza da ternura e da simplicidade.

Filipa disse...

foto simples mas tão terna...
Adorei!!
Beijinhos

maceta disse...

inexplicavelmente ficam na memória aquelas mãozinhas...ficamos velhos...

C.S. disse...

Um dia também vou ter uma mãozinha assim na minha! :)

A. LaRoque disse...

Uma foto excelente. Quanto ao problema da baixa da taxa de natalidade em Portugal, compreendo os portugueses! Um país sem fututro, enforcado pelo euro, continuando ainda hoje com a célebre mentalidade feudalista, um país "cada vez mais pobre" parafraseando aqui o antigo primeiro ministro, o 'inginheiro'. Sessenta a setenta por cento da população portuguesa toma anti-depressivos segundo estatísticas. Qual é a mulher portuguesa minímamente culta que deseja ter filhos numa nação como esta?!

Eclipse com Amor disse...

Linda foto...
Infelizmente não basta desejá-los é preciso poder concebe-los, poder nutri-los durante 9 meses in útero, e poder amá-los uma vida inteira.
Há muitos entraves até à realização deste sonho de eternidade, sejam eles fisicos, mentais, sentimentais, económicos, logisticos ou governamentais.
Certezas só tenho uma, já somos um país de velhos e nunca mais se conseguirá recuperar esta tentencia negativa da Taxa de Natalidade. Pena que quem governa não tenha dado conta disso ainda...

Um abraço

Lua

Elisa T. Campos disse...

São tantos os motivos para não os desejar, mas quando nasce renasce a esperança.

AnaMar (pseudónimo) disse...

Enquanto leio e comento, olho a minha neta de 1 mês e meio na sua alcofa, num sono sereno e sei, que mesmo estando a escutar o mar do Meco, aqui a poucos metros, não há paisagem mais bela, nem que me enriqueça mais do que esta:-)))

Um beijinho de avó babada :-))