21.8.12

Uma fotografia por dia... nº 2707

MFC - Pé de Meia
Porto, Ribeira, 2012
Este tipicismo vivo das gentes da Ribeira é irreproduzível. De mãos dadas com o rio, que tantas e tantas vezes lhes é ingrato, vão fazendo a sua vida de costas voltadas contra a cidade de que afinal fazem parte. É esta idiossincrasia própria, já que não deixam de serem moldados também pela grande cidade, que os torna sorridentemente atraentes!

21 comentários:

CNS disse...

E tantas histórias por detrás dessas janelas...

Mona Lisa disse...

A Ribeira com sua beleza típica e única,gente alegre, pura e afável.

Magnífico olhar, onde captaste essa típica e inconfundível beleza.

Parabéns Manel!

Beijos.

Caroline Godtbil disse...

Sorridentemente atraentes! Expressa perfeitamente a sensação ao olhar pra foto, uma linda foto.
Beijo.

Rute disse...

Bonitas varandas...palpitantes de vida e de cores. A roupa estendida dá~lhes um toque muito familiar:)) Gostei muito de ver.

1 bj

emptyspaces11 disse...

Aqui as portas me parecem apenas janelas. Janelas como pontos de referência ao mirar. Pontos de observação silente e quieta. Um olhar para o mundo de outro ângulo.
Janelas, e não portas. Porque portas são passagem para uma transformação maior.
Janelas como olhos arregalados para o mundo.
Linda imagem!

saboracasa disse...

Linda foto! e como sempre um texto fantástico a acompanhar
fique bem :)

Turista disse...

Olá Manel, numa pequena incursão à blogo, vinha pedir-te o nome daquele paraíso fantástico/casinhas de que tinhas falado, há uns tempos atrás. :)
Dou uma vista geral no teu cantinho e deparo-me com uma fotografia das Casas da Azenha. Eram essas mesmo!
Imagino os dias bem passados!
Beijinhos e obrigada pela fotografia fantástica. :)

Ana Paula disse...

Vidas exasperando por estas janelas.
Lindo. Beijos

Reinadi Sampaio disse...

Janelas d'Alma do teu olhar!

Parabéns Manuel, parabéns!
Beijo.
Reinadi.

Julia disse...

Imagino a história atrás de cada uma dessas janelas...

Tatiana Moreira disse...

Fico aqui imaginando quantas histórias acontecem por trás dessas varandas e janelas...
É a vida em ação!
Um abraço com carinho e com saudade desse seu rico espaço!

Sophie disse...

Citando-te:
E também "é esta idiossincrasia própria... que os torna sorridentemente" mágicos. Essa zona é linda!

Pérola disse...

É a história, as suas gentes com usos e costumes próprios que tornam as cidades interessantes, ou não!

O Porto é tão típico! Tenho saudades e gostaria de conhecer melhor.

Beijinho

Canto da Boca disse...

Linda, linda, isso me traz doces e maravilhosas lembranças, dos meus passeios à beira do Douro, tanto no Porto, como em Gaia, e os cafés na Ribeira... Obrigada por essa emoção, Manel!

Brutal saudades do "meu" Porto querido!

Naná disse...

Gosto muito do Porto, e a Ribeira é um dos locais que contribuiu muito para que gostasse ainda mais :)

Fatyly disse...

e se essas janelas falassem haveria imensos pregões daqueles que nos habituaram.
Gostei!

Ana disse...

Porto, uma cidade cheia de encanto, detalhes e paisagens únicas. Um orgulho para Portugal.

lis disse...

Achei linda as varandas ( ainda me impressiona as roupas penduradas ao sol de forma peculiar),
nao entendi muito sobre as 'gentes da Ribeira',mas vou procurar ler a respeito.
meu abraço e saudades.

Custódia C.C. disse...

É tão lindo o Porto e estas fotos ilustram-no bem!

Existe um Olhar disse...

Gosto do rendilhado destas varandas, deste tipicismo imprescindível no quotidiano de uma cidade, que nos permite ter termos de comparação entre o hoje e o ontem.
Bela foto Manuel.

Beijos

Elisa T. Campos disse...

Uma idiossincrasia própria em cada pedaço de cada sacada.Imagino uma grande paz entre moradores.

bjs