6.5.12

Uma fotografia por dia... nº 2600

MFC - Pé de Meia
Apúlia, 2011
Tudo, mas tudo mesmo, nos fica indelevelmenmte marcado, apesar de episodicamente não o recordarmos. A nossa memória é soberba e é possível reavivá-la, trazendo ao presente tudo aquilo que foi por nós vivenciado numa dada altura da vida. E será que queremos saber tudo por que teremos passado?!

55 comentários:

Ana Paula disse...

Soberba é tua foto e a forte reflexão que ela carrega.
Beijo

tétisq disse...

uau...está linda!*

Mona Lisa disse...

A memória é o nosso álbum de fotografia. Nele ficam gravadas fotos de momentos ,bons e maus, da vida. Os bons , sempre a cores, recordá-los-emos com um sorriso. Os outros...já em "sépia", mesmo estando a página virada, serão, infelizmente, remomerados.

A simplicidade numa foto Soberba e original em perfeita sintonia com o texto.

Beijos.

Maria Emilia Moreira disse...

Fantástica foto!
E como o texto "se casa" bem com toda essa gravação...
Esta publicação é "especial".
Abraços. M. Emília

Natália Augusto disse...

Que foto fantástica! Como já devo ter dito,as fotografias a preto e branco são mágicas.

Quanto às minhas memórias, prefiro nada mais saber do que aquilo que já sei.

:))

Margarida Alegria disse...

Tens razão! Tudo fica lá num cantinho.
Que bem aproveitada a foto para o tema que desenvolve...!
Entretanto (olhem só para o que me deu...) dei comigo a discorrer num post a propósito de... "sapatos"! ;))
Coisas de fim de semana. Mas também aborda caminhos, trilhos...
Beijinho e bom Domingo!

Claudia disse...

Fantástica a correlação da foto com a reflexão...adorei! abraços e bom domingo.

BlueShell disse...

Essa foto é simbólica; e po texto pro sso mesmo. os nossos passo nos marcam, nos definem na nossa relação connosco e com os outros. MUITO BEM
BJ

Dri disse...

Adorei esta foto! Não consigo perceber bem porquê mas adorei!
:)

Fatyly disse...

Um post magnífico e tu que já me conheces há tanto tempo sabes que detesto relembrar episódios do passado.

Bom domingo

Margarida Belchior disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Margarida Belchior disse...

... gosto das memórias, das boas e das menos boas, todas fazem parte das "pedras do caminho", que fui reunindo para este "castelo em construção", no aqui e no agora, no presente. Faz parte do caminho este regressar ao passado, para depois, como novas lentes, voltar ao presente.

Uma fotografia que simbolicamente ficou magnífica, porque acompanhada pelo teu comentário. Consegues fazer poesia entre a escrita e as imagens. Parabéns!

Beijinhos grds, com poesia

Maria de Jesus Lourinho disse...

Geralmente não queremos. Mas as pessoas são como os países - se não recordarem o passado não têm futuro.

Maria de Jesus Lourinho disse...

Adorei a foto :)

Existe um Olhar disse...

Há memórias que definitivamente desejo apagar, mas fica o rasto, quase indelével do que queremos esquecer.
Aqui a foto é uma daquelas marcas que os meu olhar se encanta a contemplar.

Beijos
Manu

susan disse...

Desde a foto à reflexão...tudo excelente, embora da minha parte seja uma resposta demorada,e que fica gravada na mente!
É preciso reflectir cuidadosamente!
Beijinho

Pérola disse...

A memória percorre caminhos sinuosos, dos quais desconhecemos a existência. Querendo ou não, a lembrança atira-nos, para o consciente, pedaços, fragmentos, de situações, pessoas, sitios, cheiros, sensações. O pior é quando nos queremos recordar 'à viva força' de determinada coisa e ela escapa-se-nos. Mas, está lá tudo!
Nós somos todas essas memórias, quer queiramos, quer não.
Um beijinho.

tulipa disse...

Boa tarde de domingo
amigo Manuel

A memória é o nosso álbum de fotografia.
Mas...algo se passa com a minha memória
já não é a mesma
não guarda tudo, tudo
ou se já guardou
também já arrumou numa gaveta
bem lá ao fundo
porque estou esquecida
de muitas coisas
só me resta mesmo as
FOTOGRAFIAS.

Continuo a vir aqui deliciar-me com as suas maravilhosas fotos.
Muitos Parabéns!

Quero convidá-lo para o meu mais recente blog:
é uma junção de poesia com fotos de minha autoria!
Espero que seja do seu agrado.

Sobre o meu outro blog:
Aviso que estou a fazer a descrição de uma aventura
minha, muito recente.
DIGO-LHE
venha ler
a continuação da história
vai ver que,
embora eu andasse muito receosa com os sismos
e ameaças de tsunami,
VALEU BEM A PENA.

Um beijinho de gratidão.

Mena disse...

Adorei a foto e a legenda! Parabéns!

Bj

Janaina Cruz disse...

Há o sutil do passado escondido nas marcas almáticas, que volta a cena, se um cheiro, ou uma canção trouxe de volta... As vezes só o suspirar já nos é gratificante ou sofredor, as marcas estão ali contidas em nossa história...

Amo o teu jeito de fazer poesia dentre fotografias geniais.

Ange disse...

Sim, fica marcado, como esta sua imagem aqui retratada...
Você mesmo aqui já descreve: nossa memória é soberba.
Um lindo e inspirado domingo!
Lembranças
Ange.

Amapola disse...

Boa tarde.

Linda a foto, e o texto!
Amei...

Feliz domingo.

Beijos.

irene alves disse...

Realmente muito boa a foto.Apúlia um
sítio de que gosto e tenho boas
recordações.Às vezes seria melhor
ignorar certos momentos do passado,
mas tal não é possível, faz parte
da nossa história de vida.Bom
domingo.Bj.
Irene Alves

Menina no Sotão disse...

Não sei meu caro, e pra parar e pensar, mas acho que algumas coisas ficam no passado com ou sem acesso... rs

Bacio e bom domingo

maray disse...

tem um monte de coisas que eu gostaria de esquecer..pois são exatamente essas que não me saem da memória! Deve ser a culpa cristã, aquele carma que carregamos :(

Sara disse...

Embora não sendo especialista, parece-me que aqui, como em muitas outras coisas, os sentimentos e as emoções desempenham um papel de escrutínio que é fundamental.

Gostei da associação do texto e da fotografia. Esta lembra-me uma imagem que vi a partir do comboio esta semana: um campo coberto de malmequeres amarelos, marcado pela passagem de uns pares de rodas. Não tinha máquina à mão :(

Beijinhos e boa semana!

O meu pensamento viaja disse...

Eu não! Agradeço aos céus os meus esquecimentos.
És muito maroto, mas muito simpático. Obrigada pé de meia.
Beijo

Graça Pimentel disse...

Queiramos ou não ir buscar o passado, ele está guardado como as marcas da fotografia soberba com que nos brindaste. Tudo faz parte do nosso "eu".

Beijo

Fabricio K. Ramos disse...

O passado é como uma velha roupa que apesar de não usarmos mais, está ali, dentro do guarda-roupas de todos nós. Fotografia e texto que se completam.

Solange Maia disse...

sofro de uma amnésia seletiva que tem me salvado... rs !

fotografia linda, conseguiu colocar espirais quentes na paisagem fria... se é que me entende... rs


beijo carinhoso

intimidades disse...

sera?

Bjinhos
paula

Lacorrilha disse...

mfc, reparei no seu comentário aqui: http://ateaoscem.blogs.sapo.pt/105456.html?view=1027312#t1027312, e venho emendá-lo. Qual rural alemão?Paderborn, Lemgo, Delbrück, Lippstadt, Minden... e todas as outras localidades que eu visitei são cidades.

Blackye disse...

Há memórias que vale a pena recordar outras não. Mas a natureza fez-nos bem...e se a temos é por alguma razão importante, pois também precisamos dela para viver.
Beijo*

Vítor Fernandes disse...

Há rastos que não se apagam. Outros vão com as ondas. Outros com o vento. E outros com uma simples brisa.

Sandra Rocha disse...

Vidas cruzadas, e todas as linhas nos levam ao nosso destino.
Bjs

Fábio Martins disse...

Há coisas que não queremos voltar a recordar mas não quer dizer que se apague da memória. Tudo faz parte da lição que a vida nos dá. E ponto final :)

Esta foto já não tinhas publicado?
Ou então sou eu a confundir com uma outra muito parecida que algures vi :-P

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Felizmente, a memória tem a capacidade de apagar, ou pelo menos atenuar alguns momentos maus da vida, que não nos é agradável recordar...

Filha do Rei disse...

Marcas que nos entristecem, marcas que nos ensinam
Marcas profundas, marcas rasas
São marcas.
Tenha uma semana abençoda! Bjs

greentea disse...

tudo deixa marcas , como as pegadas na areia...
gostaria de me lembrar de certos factos sim, para esclarecer, tirar a coisa a limpo e depois sim riscar da memoria

Smareis disse...

Maravilhosa essa foto.
A vida da gente e cheia de marcas, nada passa sem deixar uma marquinha, mesmo que algumas fica as escondidas.
Adorei a postagem e o novo visual do blogue.
Um grande abraço!

Pretty in Pink disse...

Há coisas que prefiro deixar no fundinho das minhas memórias :)

Beijinho*

Reinadi Sampaio disse...

Quantas marcas... algumas o tempo se encarrega de apagar... outras ficam e nos marcam profundamente... Mas das marcas aqui registradas a que mais me chamou atenção foi a da parada brusca... sem deixar marcas, nem agora, nem depois...

Parabéns mais uma vez!
Beijo.
Flor.

manuela barroso disse...

...e quanto mais está escrito nas profundezas do iceberg do inconsciente!
As marcas na nossa estrada.Simples e muiito sugestiva...
bji

lis disse...

A cada fotografia uma inspiração bonita manoel.As marcas na areia indicam quão indeléveis pode ser a memória.
O tempo com suas intempéries as apagam favorecendo que caminhemos sem olhar muito o que passou!!
um abraço e parabéns por fragmentar tão bem suas imagens.
Queria também! rs sou boa aluna, um dia aprendo! rs
abraços amore.

Vera, a Loira disse...

Por vezes é melhor ficar guardado num recanto de nós.

Vanessa Gonçalves disse...

Prefiro viver no presente, o passado só trás problemas:)

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Interessante relação da foto e palavras. Belo motivo para refexão!

Naná disse...

Há coisas que prefiro que fiquem no esquecimento... há coisas que ficariam melhor se o nosso cérebro pudesse ser aplanado pelo vento, como a areia da praia...

Eli disse...

E eu tiro-as às pegadas...

Remus disse...

Eu acho que não. Porque, como somos seres vivos, as nossas células nascem e morrem. E como as nossas memórias ficam gravadas em células, quando essas células morrem, as nossas memórias também se perdem.
Apesar de possivelmente existir alguns mecanismo de backup, acho que ele não se aplicará a todas as memórias.

Jorge Costa Reis disse...

Fotografia com conteúdo !!!

Paula Nogueira Guerra disse...

As marcas da vida :)

© Piedade Araújo Sol disse...

a foto ficou tão bonita!

beij

maceta disse...

talvez as melhores reduzam as piores a um adormecimento...

Elisa T. Campos disse...

Certamente só daqueles que ficaram fortemente marcados.

bj