29.4.12

Uma fotografia por dia... nº 2593

MFC - Pé de Meia
Lisboa, Castelo, 2011
Sinto que me falta Tempo! É verdade, começa-me a faltar tempo. Nunca tive pressas, mas agora tenho pressas de ter tempo. E o chato é que não se vende em lado algum... É um bem escassíssimo, o sacana! Foge-me por entre as mãos, mesmo na minha frente. Gostava de o poder aprisionar...!

51 comentários:

Reinadi Sampaio disse...

Tua imagem é bela, gosto de casarões antigos, de janelas assim gradeadas... deixam um ar de mistério.

Hoje, meu amigo Manuel, vou-te dedicar um poema:


Ter tempo... Que saudade!


“Ter tempo”
Que saudades de ter tempo...
...essas duas palavras ainda andam juntas?

"Ter tempo"!
O tempo... Deliciosa e atroz barreira
Que nos empurra e trava
Independentemente da vontade que nos promove
E nos arrasa sem contemplação ou comoção
Nos solta e nos retrai
Com a mesma displicência que nos acarinha e acaricia
Mas o tempo tem o seu próprio alinhamento na vida
Enquadra-se segundo a sua vontade
E brinca com as marionetes que somos nós
E apesar de ter uma calma glacial
Quando em fúria tem um poder devastador
Passa... Esmaga... E não se comove a olhar para trás
Porque esse já não é o seu tempo... É passado...
Um primo afastado do tempo
Preso nas masmorras da sua própria forma de ser:
Saudosista... Algo que o tempo não aceita
E não liga ao primo
Outro parente... O futuro
Alguém há quem o tempo olha
Olha com a hipocrisia própria
De quem tem o poder de fazer
E desfazer a seu belo prazer
Porque o tempo ri com escárnio dele
Quando se promove o futuro de forma inconsistente
É o tempo que dita as regras do jogo
Que faz as leis
E exige que se cumpra a sua vontade
Podemos ter a ousadia de desafiá-lo
Mas nunca de vencê-lo... O tempo...


Reinadi Sampaio
Cruz das Almas, 26 de setembro de 2008.
__________
Beijo.
Flor.

Rute disse...

Como eu te percebo...o meu post de hoje foi precisamente sobre isso!

Adorei a perspectiva desta fotografia, está linda.

1 beijo

Vítor Fernandes disse...

Não tenho tempo, nunca tive tempo, não posso ter mais tempo do que o tempo me dá.
Para além disso queria ter todo o tempo do mundo.

Vítor Fernandes disse...

Bolas e esqueci-me de dizer que nunca te falte tempo para fotografares e escreveres assim.

Mona Lisa disse...

Mário Quintana disse:

"O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo".

Ohhhh...se eu pudesse fazer o tempo parar...!

Senti melanclolia e aprisionamento olhando a tua BELÍSSIMA foto.

Beijos.

Natália Augusto disse...

Mais uma bela foto do castelo de Lisboa.
Quanto à falta de Tempo, é natural que a sintamos chegados a um certo momento das nossas vidas. Nomeadamente quando constatamos que nos falta Tempo para fazermos tudo o que desejávamos.

Bj

Maria disse...

Não podemos aprisionar o Tempo...
E nesta foto do Castelo, ponho um cotovelo, e em Alfama repouso o olhar...

Beijo.

Leninha disse...

Belíssima foto,Manel!E um belo texto também!
Também eu,como você,estou à procura deste tempo que escorre entre os nossos dedos,vertiginosamente,implacavelmente.
Bjssssss,
Leninha

NãoSouEuéaOutra disse...

caríssimo pé de meia,

ainda bem que o tempo nunca foi uma ambição sua, até agora!!! compreendo-o, e agora, é hora de mastigá-lo bem, sem olhar para ele!! a eternidade é aqui, agora... neste exacto momento...


bom fim de semana.

P.S. mais uma fotografia bonita.

Filha do Rei disse...

O tempo sempre será livre, nós é que estamos presos ao ativismo.
Tenha um ótimo fim-de-semana. Bjs

Ângela Almeida disse...

Pois é ... eu tb sinto que o tempo me foge, que passa demasiado rápido ... por vezes queria que os dias tivessem o dobro das horas para conseguir fazer tudo o que quero :)
Bj

BlueShell disse...

Alguém disse:" o Tempo é um inimigo que ataca fugindo"! E é iso mesmo. Muito apropriados o texto e a foto...ou vice-versa!
Olha, querido, estamos a oferecer flores a Leontien (uma jovem dos USA) que sofre de melanoma. Se quiseres participar basta colocar, no teu blog, um post com flores, ou uma flor, e vir aqui http://www.aruraljournal.com/p/flowers-for-leontien.html

Beijo
BShell

Fatyly disse...

E se não pensasses nisso?

Dá tempo ao tempo, que o tempo te dirá quanto tempo terás!

Adorei o enquadramento da foto

aturas-me? disse...

Primeiro a foto...
Uma foto que revela um lugar menos agradável mas que lhe dá todo um colorido onde a História é personagem e o enquadramento, a Arte de bem fotografar.

O Tempo...
Pois é, aí está algo que todos reclamam. Uns, por ele ser diminuto e outros, por se tornar tão longo enriquecendo ansiedades, tormentos de vidas monótonas com o sofrer.
Apesar de tudo, é preferível não o aprisionar e, principalmente, também nós não nos sentirmos prisioneiros dele.

Fabricio K. Ramos disse...

Fico encantado toda vez que entro no blog. Encantado pelas fotos que são realmente lindas e pelos "pensamentos do dia" que são muito muito "profundos". Continue assim, postando diariamente fotos lindas e de grande qualidade. Parabéns

SOL da Esteva disse...

MFC, Amigo

A quem o dizes!...
Mas, por outro lado, vais recolectando tempo com as imagens que nos proporcionas.

Abraços

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.pt/

Amapola disse...

Linda foto.
Eu também gostaria de muito tempo.

Bom domingo.

Beijos.

Jorge disse...

Alguém me disse um dia que o tempo não existe. Mas como? Se a todo o momento o sentimos fugir por entre os dedos!?

Pérola disse...

O tempo é um carrasco impiedoso. Não há clemências, ou subornos! Sempre no seu caminhar compassado, sem pressas, sem atrasos.
O segredo é, sabendo da sua existência, viver tendo-o como amigo.
Não vejo alternativa.
Adoro castelos!
Um beijinho.

Andy Santana disse...

Obrigado pelo carinho,
e espero que tenha gostado do post lá no outro blog.
Beijos e bom dia

Sofia disse...

O tempo, essa coisa fugaz!
Beijinho*

dade amorim disse...

Quem nos dera, Manoel!
Beijo.

marciagrega disse...

Ah!!! Quem dera poder aprisionar o tempo...Ele escorrega como água na cachoeira...Ou será que nós é que temos compromissos demais????

Beijos

Sara disse...

Partilho dessa angústia, mfc. Tenho-a sentido de forma muito visível ao longo dos últimos meses, pelo completamento esmagamento que representam as tarefas laborais. Que stresse! :))
Sim, seria óptimo se existissem uns "bancos de tempo". Aposto que seria um bem caro. Já o é...
Beijinhos e uma magnífica semana!

ponto e virgula disse...

"...tenho pressas de ter tempo".
e achas que com essas pressas o tempo te era saudável, te daria clareza mental, física...???
não será melhor a sensatez na gestão do tempo?

a foto é o que nos acostumas, mas não aprisiones o tempo.
com ele lá dentro e nós cá fora, não existe equilíbrio.


a...té

Maria de Jesus Lourinho disse...

É a palavra FIM que assusta. a palavra TEMPO é o seu antídoto.

cycle disse...

Eu também. Acredita.
:)

O meu pensamento viaja disse...

é o bem mais precioso, seguramente. Também a mim,às vezes, me assalta esse medo.
Obrigado pelo comentário doce.
Beijo

intimidades disse...

o tempo e o que fazes dele

Bjinhos
Paula

luisa disse...

A quem o dizes... sinto isso tantas vezes. Mas essas grades não o seguram...ah não!

Fábio Martins disse...

Hoje 18, amanhã 25, depois de amanhã 40... quase não é? Depois olhamos para trás e vemos como o tempo passa a correr e podíamos ter feito 1001 coisas diferentes

maria madeira disse...

É uma questão de organizar...o tempo:)

manuela barroso disse...

O tempo nos remete para a saudade "do que não fui"! Usamo-lo também para nos competarmos e construirmo-nos.
Beijinhos

Xs disse...

Não sei se já te perguntei isto!
Provavelmente sim, mas já não sei o que me respondeste!
Que máquina e lentes tens?

Eu vou comprar (no máximo) em duas semanas uma 600D.
Inicialmente decidi comprar um pack com uma 18-55 e uma 55-250. Mais bateria, tripe e mochila. A um preço aceitavel.

Depois de ouvir algumas opiniões, estava a pensar comprar a 15-85, e mais tarde uma 50mm 1.4.

Agora, depois de falar com um profissional, estou a pensar comprar novamente o pack, para começar....
E daqui a uns tempos investir melhor nas lentes!

Achas que com essas duas lentes do pack, para quem está a começar, vou ficar razoavelmente satisfeita, ou vou sentir necessidade de mais, rapidamente?

Tiago Braga disse...

Gostei deste enquadramento e sobretudo do plano de fundo, uma boa fotografia e bem pensada acima de tudo!

Paula Nogueira Guerra disse...

Como imagino como teria sido viver naquele tempo .. huummmm

Pretty in Pink disse...

Agora fizeste-me lembrar do filme que vi "Sem tempo"...tirei de lá uma óptima lição de vida...experimenta ver ;)

Beijinho*

Lilá(s) disse...

Olha, olha, ando com os mesmos sintomas! será vírus?...
Bjs

saboracasa disse...

estou na mesma ... se encontrar onde se vende partilhe :)

Paula Barros disse...

O tempo da vida escorre, feito escorre a areia de uma ampulheta. Porém, não podemos virar a vida, e fazer retornar o tempo-areia.

Muito bonita as suas palavras.

lis disse...

Enquanto conversamos o pêndulo do relógio trabalha numa absoluta indiferença à vida. Sacana!
gostei dessa sua fúria ...rs
Saudade enorme manuel,tenho pressa em voltar quando me afasto de ti e dos amigos comuns.
espero que nao tenha me esquecido e que o tempo nao nos afaste daqui.
abraços , todos os abraços
*gostei da fato do casario.

Margarida Belchior disse...

... o tempo é sempre pouco para as coisas boas da vida, para as desfrutar ... mas aprisioná-lo?!? ... delicioso é mesmo deixá-lo escoar por entre os dedos nos momentos mais saborosos que vivemos - um segundo de cada vez.
:-))

Beijinhos grds, um de cada vez

Blackye disse...

Linda fotografia.
O tempo a mim é coisa que custa a passar, infelizmente.
Beijo

maceta disse...

sem regresso...

Remus disse...

Era bom que a vida fosse como no mundo de Harry Potter em que podíamos pegar na varinha mágica e dizer: Aresto Momentum e o tempo parava ou corria muito mais devagar.
:-)

Eli disse...

Por isso é que não gosto de perder tempos em esperas, mas às vezes não há mais nada a fazer!

...

jardinsdeLaura disse...

Já somos dois, embora algo me diga que deve haver muitos mais com o mesmo problema!

Elisa T. Campos disse...

És o fotógrafo do tempo. E êle jamais será sacana com você. Que será de nós se fugir das suas mãos?

bjs

Graça Pimentel disse...

Vou deixar o Olavo Bilac dizer o que eu não sei dizer como ele...

O Tempo

Sou o Tempo que passa, que passa,
Sem princípio, sem fim, sem medida!
Vou levando a Ventura e a Desgraça,
Vou levando as vaidades da Vida!

A correr, de segundo em segundo,
Vou formando os minutos que correm
Formo as horas que passam no mundo,
Formo os anos que nascem e morrem.

Ninguém pode evitar os meus danos
Vou correndo sereno e constante:
Desse modo, de cem em cem anos
Formo o século, e passo adiante.

Trabalhai porque a vida é pequena,
E não há para o Tempo demoras!
Não gasteis os minutos sem pena!
Não façais pouco caso das horas!

Quanto mais o tempo passa por nós, mais sentimos a sua falta...

beijo, Manel

© Piedade Araújo Sol disse...

aprisionemos então o tempo!
sempre!
um beij

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Se pudéssemos aprisionar o tempo, a vida perdia uma boa parte do seu encanto...