27.4.12

Uma fotografia por dia... nº 2591

MFC - Pé de Meia
Lisboa, Castelo, 2011
Uma oliveira centenária e um sítio com um significado histórico com mais de 800 anos. Fica bem ali aquela oliveira carcomida pelos anos, como que testemunha dos acontecimentos que talvez um seu pai tenha presenciado. Mas esta lá continuará por mais umas centenas largas. Esta amplitude do Tempo faz-me inveja!

47 comentários:

Sofia disse...

As árvores são um belo marco do tempo. Beijinho*

Lacorrilha disse...

Também já a fotografei. Lá está, se ela falasse...

Betty Gaeta disse...

Eu conheci as oliveiras me outubro de 2011. Até então só as tinha visto em fotos. A foto está muito linda!
Beijos 1000 e um restinho de semana maravilhoso para vc.

SORTEIO “Chá do Chapeleiro Maluco”
http://www.gosto-disto.com/2012/04/sorteio-cha-do-chapeleiro-maluco.html

Mona Lisa disse...

Árvore centenária,quase eterna, com valor patrimonial.
Também ela, tal como o castelo, que se avista , são marcos da nossa história e cultura.

Mais uma BELÍSSIMA foto...soberbo marco... no mundo fotográfico!


Beijos.

abspinola disse...

Tenho uma igual a tua.
São uma verdadeira inspiração
Bjstos

Vítor Fernandes disse...

Uma interessante reflexão sobre o tempo numa excelente foto.

Fatyly disse...

é meu amigo...o tempo...deixa lá que vais chegar aos centos e muitos anos e depois ponho-te ao lado da oliveira:):)

Conheço-a bem e ainda bem que é uma oliveira sem salazar!

clutch and chic disse...

adoro oliveiras!!!

Naná disse...

Gosto tanto de oliveiras!

Será porque tenho Oliveira como sobrenome?

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Linda foto! Um bom detalhe!

Marta disse...

Este é um dos cantos de minha casa. Conheço cada pedaço de chão, cada pedra, cada árvore. Sou nascida e criada na Costa do Castelo e por isso sinto-me privilegiada.
Gostei de ver esta tua foto ;)

Maria de Jesus Lourinho disse...

Quando eu tiver 100 anos quero estar tão intressante como esta tua oliveira. E acho que isto não é pedir muito, que não sou ambiciosa.

luisa disse...

Pergunto-me como é possível haver sítios por onde andamos tão perto e levamos anos sem os visitar... como é que eu ainda não pus pé nesse castelo?

Amapola disse...

Bom dia.

Nossa...
Que obra de arte!!
Viva a natureza!!

Beijos.

Gi disse...

As oliveiras antigas têm um ar de quem já passou muito, como as pessoas... Bj.

marciagrega disse...

O tronco cheio de nó denuncia a idade avançada desta oliveira...Se ela pudesse falar, certamente, teria lindas e emocionantes histórias para nos contar...

Beijos

O meu pensamento viaja disse...

Também a mim. Acho imensamente injusto que a vida seja tão curta para quem tem tantos planos.
Obrigada, eu, pelo teu carinho.
beijo.

Pérola disse...

O nosso ritmo e matabolismo teriam de ser menos apressados para atingir os séculos de vida.
Olha para as tartugas, na sua calma, lá vão amealhando centenas de anos.
Somos uns sôfregos: viver muito e intensamente. Então, terá de ser em menor tempo.
A vida é sábia!
Um beijinho.

nacasadorau disse...

Confesso que também as "invejo", sobretudo porque, mesmo carcumidas continuam sendo belas.

Mais uma magnífica foto.

Beijinho

Paula Nogueira Guerra disse...

Há semanas que ando com vontade de ir ao Castelo, e só não vou porque não há €€ para isso e porque, SIMPLESMENTE, não concordo que se pague para ver algo que pertence ao povo... mas isso ou eu.
Para já fico com a vontade de lá e espero que um dia não se pague!

BOM FIM DE SEMANA XXX

Mena disse...

Gosto de oliveiras, tenho uma e tb gosto de a fotografar...

Bj

Margarida disse...

Querido MFC, miminho para si lá no Irreversível!❤

aturas-me? disse...

Invejável, sem dúvida. E sempre a florir, nem a idade lhe tira essa beleza.
Uma foto e História...

Isso, eu aturo!

dade amorim disse...

Há mais ou menos dez anos estive nesse lugar, Manoel. Também a mim a amplitude do tempo faz inveja.

Beijos

Pretty in Pink disse...

Aqui em baixo há várias oliveiras centenárias, cada uma mais linda que a outra, adoro!!

Bom fim de semana*

Existe um Olhar disse...

Retorcidas pelo tempo são sempre belas e o enquadramento ficou perfeito, adorei o detalhe do candeeiro!

Beijos
Manu

Jorge disse...

Lindo recanto! Essa árvore lembra um monumento, ou melhor, é um monumento!

Remus disse...

Pelo estado e pela quase ausência de ramos, diria que as podas não foram nada benéficas para ela.

Hoje em dia, quem faz as podas, parece que segue uma moda que consiste em decepar todos os ramos das árvores. Elas ficam como cotos...
Sempre ouvi dizer que uma boa poda é aquela que valoriza e cuida da árvore. Mas actualmente é raro ver uma que siga essas directrizes.

Janita disse...

As oliveiras são árvores que duram séculos. Isso faz-me pensar na prodigalidade dos milagres da Natureza. Esta, da tua foto, tem o tronco cheio de nós retorcidos e está carcomida e gasta pelo tempo, mas a ramagem é verde, viçosa e fresca.
Penso se esse fenómeno não será devido ao facto das folhas dos seus ramos serem um dos símbolos da Paz.
Já pensaste nisso, Manel?
Eu prefiro pensar isso, ao invés, da realidade comezinha, de que a oliveira é uma árvore de folha perene.
Beijinhos.

Flip disse...

o tempo, manel dá-nos conta de que tudo é efémero, mas solidifica muita coisa, oliveiras, por exemplo.

Natália Augusto disse...

Este recanto cheio de memórias é mágico! Ainda bem que há quem quem os imortalize... através da fotografia!!!

Bom fim de semana e belas fotos!

Manuela Freitas disse...

Meu primeiro pensamento foi: «as árvores morrem de pé»!! Boa fotografia como sempre!
Abraço!!

papoila disse...

Maravilhosa a tua árvore.
Recebi e gostei muito dos teus comentários mas não estou a conseguir publicá-los.
Espero o tecnico, logo que seja possivel publico-os.
xx

paideleo disse...

Cantas cousas pode contar esa oliveira !.

Fábio Martins disse...

Elas não nos fazem mal nenhum e nós seres humanos teimamos em deitar abaixo milhares delas por dia... enfim

Margarida Belchior disse...

...chamos-lhe "esculturas naturais" - são liiiiindas as esculturas da natureza! ... ainda por cima num local como esse ...
:-))

Beijinhos grds, naturais

Z.M.Z. disse...

São só centenas... se fossem milhares...!
Ainda bem que ele não fala...

Graça Pimentel disse...

Bonita fotografia. Por que é que as árvores são sempre fotogénicas?
Hoje passei a tarde nos teus domínios. Não vi as vistas das tuas janelas (que inveja!) mas amanhã ponho aqui algo do que vi.

beijos

saboracasa disse...

bela associação de imagem e texto. Se a oliveira falasse tantas coisas interressantes contaria !

saboracasa disse...

bela associação de imagem e texto. Se a oliveira falasse tantas coisas interressantes contaria !

Filha do Rei disse...

Fico pensando: " se falassem quantas histórias teriam para contar.

manuela barroso disse...

Cada vez se fica mais condicionado pelo tempo. A única submissão "palpável", que ninguém pode deixar de admitir.
Beijinhos

maceta disse...

são a resistência...

Homem de Campos disse...

Geniais; tema e foto!!

Eli disse...

E o que terá acontecido à sua sombra?!

Elisa T. Campos disse...

Carcomida mas linda. Gostaria de vê-la
por perto.

© Piedade Araújo Sol disse...

belo clik!