13.4.12

Uma fotografia por dia... nº 2577

MFC - Pé de Meia
Matosinhos, 2011
Era um divertimento imenso e também palco de lutas para se ganhar a vez de sorrirmos no balouço! Voávamos literalmente enquanto dávamos o balanço necessário para quase tocarmos com os pés no céu... enquanto os outros aguardavam pelo seu momento de felicidade.

48 comentários:

Ana Paula disse...

Balouço e frio na barriga, receita certa de felicidade.
Beijo

Fernando Reis disse...

Curiosamente, o comentário anterior reflecte na perfeição o que queria dizer ... isso deve fazer de mim próprio um dos afortunados que tocou a felicidade aos comandos de alguns baloiços.

Bom, muito bom.

Abraço.

© disse...

ainda me diverte
ainda luto para ganhar a minha vez
ainda sorrio enquanto voo
mas ainda não consegui tocar com os pés no céu

um beijo, manel

Mona Lisa disse...

Oh balancé balancé...

O que nos fazes recordar!

Momentos de liberdade e alegria!

Voar alto e sentir aquele friozinho na barriga...

Parabéns pela foto. Gosto do pormenor do outro baloiço.

Beijos.

Ela disse...

Eu convivo diariamente com crianças, tenho esta benção , continuo assim, vendo tal cena todos os dias.

Por que você faz poema? disse...

Mesmo parada, só enxergo movimento.

☆•.¸.Mildred.¸.•☆ disse...

Um baloico à beira mar! Que riqueza!

***
Bises et bonne nuit****

olhar disse...

descreveu com perfeição a sensação de se balançar num balanço!!! PERFEITO!

*saudades daqui!! estive um pouco ausente, mas VOLTEI!

Beijos em você, meu querido!!


Bia

Dulce disse...

Aiiii! (suspiro!) Tocar com os pés no céu, é isso mesmo!

lis disse...

Ah esses balanços que saudade fazem!
e eu tentando voltar com um estado de alma mais pra cima, encontro alguma nostalgia por aqui.rs
Vou seguindo devagar mfc, muita saudade de ti!
boa primavera ok?
com abraços vamos nos vendo, de novo.

Anna^ disse...

Confesso que ainda "corro" para um destes ou um escorrega.(o balanço varia mas o céu continua inatingível.)
bom fim de semana :)

Elisa T. Campos disse...

A saudade que você tão bem ilustrou no texto e imagem.
Bjs

Fatyly disse...

Nunca fui muito fã destes balouços o que já não direi dos pneus pendurados em mangueiras e para os mais pequenos nos cajueiros:):):) Valia tudo e graças a isso ainda tenho a marca de 6 agrafes que levei na cabeça loll:)

As netas têm um no quintal e sobretudo a mais nova que é do estilo da avó...né?...o balanço é tal que um dia salta o muro e vai parar à estrada...ralho, mas mal me afasto volta ao mesmo.

Outros tempos...mas tempos que se repetem nos nossos prolongamentos:)

Naná disse...

Ainda hoje gosto de andar de baloiço! É como se voltasse a ser criança

Pérola disse...

O Balouço é intemporal. Fazes-me recuar no tempo e isso é bom. Nunca andei com o mar como vizinho. Deve ser sublime: juntar as duas coisas.
beijo

Maria de Jesus Lourinho disse...

No tempo do pouco e mecânico.
Curioso é que, no tempo do muito e electónico, as crianças continuam a gostar de baloiços.

Boop disse...

Eheheh e a saga dessas lutas continua em qualquer parque infantil perto de si!

A Minha Essência disse...

Tu nem imaginas o quanto essa imagem tem importância para mim...

Kiss

clutch and chic disse...

...e quando queríamos sair, no último balanço, dávamos um impulso e voávamos mesmo, para depois aterrar e se possível, em pé :)

Ana disse...

Aqui tão perto e tão verdade, mfc! Era o que eu mais gostava de fazer quando ia a parques destes! Voava p'lo céu, desligada de tudo, maravilhoso! Beijinho*

maray disse...

eu amava e odiava ao mesmo tempo os balanços! É que sempre tive estômago fraco e as amigas sabiam, então empurravam o balanço até mais não poder, ou melhor, até eu marear e/ou vomitar! Mui amigas, aquelas :)

Rute disse...

...apetecia-me ir agora mesmo sentar-me num desses banquinho dos baloiços...acho que deviam fazer destas coisas para adultos...é uma injustiça...:(

A fotografia transmite uma imensa serenidade e paz de espírito. Gostei muito.

1 beijo e 1 bom fim-de-semana:)

João Menéres disse...

Na minha juventude, na Praia de Leça, havia assim um baloiço para três. Era enorme !
Parecia que era o que a RUTE desejava.

Um abraço.

gina henrique disse...

Esta foto traz uma lembrança tâo grande que quase nâo cabe no peito e uma saudade que chega a doer, mas mesmo assim obrigada pela recordação.
Bom fim de semana.

Gi disse...

O que eu (ainda) gosto de baloiços. E de escorregas, mas desses normais, nada de Aquaparks e quejandos.

Graça Pimentel disse...

Agora é a vez dos netos viverem essas sensações e aguardarem o "seo momento de felicidade".
Curioso. Acabo de colocar no sarrabiscos a praia de Matosinhos em dia de acidente... Que diferença!

beijo

AvoGI disse...

se há coisas boas é baloiçar ao vento kis :=)

Margarida Belchior disse...

... ai ... que alma de poeta!!! Liiiindo!!!

"Voávamos literalmente enquanto dávamos o balanço necessário para quase tocarmos com os pés no céu..."
:-))

Beijinhos grds, a voarem e a tocarem no céu

dade amorim disse...

Uma delícia das melhores da infância.

Beijo.

Remus disse...

Já eu, gostava mais do escorrega.
Porque achava que andar no balouço era coisa de meninas.
:-)

Pretty in Pink disse...

Ai que eu tenho tantas saudades de
andar de baloiço :)

Bom fim de semana*

Sérgio Pontes disse...

Eram tempos tão felizes =)

greentea disse...

ainda gosto de andar de baloiço....

Natália Augusto disse...

Como adorava também andar de balouço na minha infância. Tinha um só para mim e o meu irmão no jardim que havia atrás da casa.
Esta foto faz-nos evocar o passado.
Hoje, sempre que posso, ainda me atrevo a andar de balouço num parque qualquer.

Bela foto!

nacasadorau disse...

Bons tempos!!!

Adorei a foto.
Beijo

Nita disse...

Belos tempos, com pouco, éramos felizes...
Bom fim de semana.

Beijo da Nita.

Vera, a Loira disse...

E mesmo... era tão feliz, a felicidade da inocência.

Miriam disse...

Que saudades...desse tempo!! Bejinhos

Canto da Boca disse...

Que encontremos outras, novas (e também as velhas e encantadoras) formas de voar e sonhar...

Porque um dia me perdi... disse...

Ohhh..que bem que eu estava agora nesse balouço

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Não só me fez recuar no tempo, mas também lembrar a Gal Costa " Ai balancé, balancé..."

Existe um Olhar disse...

Ainda hoje fico tentada a baloiçar logo que os vejo.
É uma espécie que de embalo que sabe muito bem.

Beijos
Manu

luisa disse...

Lembro-me de um baloiço que tinha, dependurado numa alfarrobeira... :))

Só sedas disse...

Que saudades de estar perto desses mesmos baloiços

Noslen ed azuos disse...

providencial a areia pra saltar em vôos!

ns

maceta disse...

já não se vê tanto...

Eli disse...

Como eu gostava e andei tão pouco!

Nunca estive num à beira-mar.

Sunshine disse...

Ai este local...