6.4.12

Pensamento do dia...


O martírio... é a única maneira de ganhar fama sem ter competência.


George Bernard Shaw

15 comentários:

Rute disse...

...não é a única...infelizmente há imensas maneiras de se ganhar fama sem ter competência...;)

1 beijo

Rute disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rute disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
NãoSouEuéaOutra disse...

o martírio, já é uma competência em si, senão não seria tão competente a executar a sua tarefa.
Por alguma razão, Cristo, ainda não saiu da ''alembradura''...
«isto não tem pés nem cabeça, é melhor me votar ao silencio!»

dade amorim disse...

Há outras maneiras. Mas essa é poderosa.
Beijo, mfc.

Maria de Jesus Lourinho disse...

Contraditório: isso era no tempo do Shaw. Agoara basta ir a um reality show.

Margarida Belchior disse...

... não me parece que os notáveis incompetentes que nos governam sejam mártires ...
[hoje não ponho aqui "sorrisos", porque isto me entristece muito!]

aflores disse...

Ser político/governante no nosso País, também é uma maneira de ganhar fama...

:o)

;)

ponto e virgula disse...

e que fama...

mas muitas das vezes são os outros que são martirizados e vêem as suas vidas num martírio... e sem direito a terem fama.




a...té

nacasadorau disse...

Será???
Um ponto de vista. Aceito, mas acredito que haja muitos outros meios.

Beijo

© Piedade Araújo Sol disse...

será?!

eu não concordo.

beij

Reinadi Sampaio disse...

Imagino que às vezes 'alguns competentes são martirizados' para que 'falso líderes (competentes, apareçam'...

Beijo.
Flor.

maceta disse...

por acaso este martírio tem sido danado...

Pérola disse...

Há martírios da mais variada espécie. De qualquer forma parecem-me sempre dolorosos.
Fujo da dor, admito.
Ganhar fama com o martírio pode ser uma forma de ser famoso. Há outras formas menos honrosas.
Não creio que quem tenha ficado na História pelas seu martírio o tenha procurado com esse propósito.
O Shaw lá saberá em que contexto proferiu esta frase. A mim puseste-me a pensar.
Thanks!

Eli disse...

Não há competência em ser mártir?! Talvez...