22.3.12

Uma fotografia por dia... nº 2555

MFC - Pé de Meia
Soajo, 2011
A ideia de comunidade e de interajuda sempre esteve presente na adversidade e nos momentos de necessidade. As marcas desse espírito comunitário estão bem presentes e lembram-nos que hoje em dia temos que dar as mãos, mais que nunca, não para salvar comunidades, mas para salvar o planeta inteiro.

50 comentários:

Margot Félix disse...

Nos momentos adversos também regressamos às origens.

Bonita foto!

=)

Mona Lisa disse...

Hoje, neste tempo que é nosso... "ELES" têm o poder de estragar tudo...não podemos esquecer que... " A união faz a força"!

Belíssimo post! Belissima foto!

Foto e texto em perfeita sintonia.

Beijos.

João Menéres disse...

Pertinente texto.
Foi pena não ter chegado d manhã. Teria as frentes dos espigueiros iluminadas.
Não leve a mal a observação, MFC.

Um abraço.

Maria disse...

Os espigueiros sempre me seduziram. Não entendo porquê...

:)))

Lacorrilha disse...

Eh lá, andamos em turismo de aldeia, que maravilha. E eu que nunca vi um espigueiro ao vivo.

clutch and chic disse...

sim, sim. andamos todos a precisar desse "click". bom dia!

ponto e virgula disse...

como eu valorizo essa tua máxima... "temos de dar as mãos". pena que ainda haja tantos ignorantes sobre o termo "dar as mãos".

a tua foto é como que um passeio ao vivo. soberba!



a...té

Boop disse...

Os momentos de dificuldade trazem ao de cima a essência do que somos feitos. Uns com a interajuda de que falas, outros.......
;)

mixtu disse...

os espigueiros de boa memória
obras de arte e de engenho..
em eiras com muitas beiras...
diz a minha mãe: fome nunca haverá... há muito por semear e colher...

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Encantadora foto!

Pérola disse...

Planeta inteiro que se transformou numa comunidade. Os tempos de agora é que não são tão simples, a vida complicou-se. Permitimos e até gostamos que tal acontecesse, mas o espirito comunitário ficou a perder, infelizmente.

Vera, a Loira disse...

Bela foto, mas melhor ainda o ensinamento do texto. Dar a mão ao mudo, pelo mundo.

Graça Pimentel disse...

Oxalá saibamos dar as mãos a tempo de salvar o planeta inteiro.
Este Soajo é maravilhoso.

Beijinhos

abspinola disse...

Boa Foto.
Adoro os espigueiros do Soajo.
Temos que dar a mão e unir os sentimentos pelas pessoas e não passar por cima delas.
Infelizmene é algo que esta a perder a essencia humana e a bondade.
Bjstos
Nice day

Naná disse...

Mfc, é pena que este nosso país ainda não tenha acordado para o desaparecimento desse espírito e como tal não pense no quanto é necessário recuperá-lo!

Tanita disse...

Ora mfc toma lá a minha mão. Bj**

Isabel disse...

obrigada mm por tudo *-*

elvira carvalho disse...

Gostei da foto. E da mensagem.
Um abraço e tudo de bom para si

Natália Campos disse...

Gostei do enquadramento da foto. Beijos!

marciagrega disse...

Corretíssimo. Unidos podemos tudo!
Hoje é o dia da água. Seria bom se todos se conscientizassem da importância deste elemento pra natureza!

Beijão

Hellag disse...

EXEMPLOS A SEGUIR

libel disse...

Estou sempre a aprender contigo, já fui pesquisar o que era um espigueiro, pois o nome nada me dizia, deve ser por ser alfacinha de gema.
Agora sim, sei que servem para secar o milho, resguardar as espigas da humidade e ao mesmo tempo proteger dos roedores.


MFC o que seria de mim sem ti...

Sofia disse...

Adoro os espigueiros. Esta foto lembrou-me a minha infância, tenho uma foto igual em que estou sentada na entrada de um espigueiro, com 4/5 anos. :)
Beijinho

Tiago Braga disse...

bastante interessante, bem enquadrada

:.tossan® disse...

Vamos precisar de todos e de tudo, mesmo que não precisemos de nada. Gostei a perspectiva! Abraço

Beu, a Ruiva. disse...

Olá,
foste convidada para o jantar das blogueiras http://bolinhoscomohobbie.blogspot.pt/2012/03/jantar-de-blogueiras.html

Beijinho

maceta disse...

Parece-me que escasseia...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O Soajo faz parte das minhas recordações de infância. Aliás, é curioso, a esmagadora maioria das fotos que o meu amigo aqui publica retratam locais que fazem parte de mim e que visito pelo menos uma vez por ano

Irene Alves disse...

Conheço-as bem e realmente mais
do que nunca se precisa de
interajuda.
Bj
Irene

Remus disse...

Os famosos espigueiros do Soajo, ou melhor, espigueiros minhotos, porque esta é uma característica bem minhota.
Bem bonitos.

Reinadi Sampaio disse...

Cheguei aqui onte, hoje e fiquei mais uma vez deslumbrada com esta imagem - tudo é muito bonito - mas, realemnte não sabia do que se tratava, além, da maravilha do conjunto chamou-me a atenção a Cruz. E fui buscar o significado das construções e da Cruz. Fiquei lá olhando as fotografias - Maravilhosas!

Obrigada por tão maravilhoso - momento.
Embora, com um pouco de atraso, deixo-te um Haikai em homenagem ao Dia Mundial da Poesia, considero-te um grande Poeta das Letras e Imagens!

Beijo.
Flor.

Reinadi Sampaio disse...

Através dos versos
Corre o sangue dos poetas –
Febril e a solta.


Reinadi Rodrigues Sampaio
Cruz das Almas/Bahia/Brasil
13/01/2012 > 22h12min
_______________
Até sempre.
Flor.

Fatyly disse...

Só há meia dúzia de anos é que soube para que serviam essas casinhas e subscrevo inteiramente o que dizes!

Buxexinhas disse...

Que saudades de vê-las de perto :) Realmente é óptimo viajar assim... Nas tuas palavras tão sábias e imagens tão vivas! :) Beijinhos mfc

AvoGI disse...

Ai os espigueiros! e dizes bem na adversidades da vida há que dar a mão , o problema é quando a pessoas não aceita a mão. tb há !
kis :=)

Pretty in Pink disse...

Vá lá que ainda existe esse espírito nos dias de hoje...

Beijinho*

greentea disse...

reforço a ideia do post anterior : os muito ricos q paguem a crise e deem as mãos aos q pouco ou nada têm para lhes dar emprego e ordenados decentes, no minimo

NãoSouEuéaOutra disse...

Sempre achei extraordinário esses monumentos, apesar do ar de túmulo / fúnebre - que o é -. Obras de arte.

O individualismo cresce como barbas, os jovens estão perdendo a epopeia!! A Era de Peixes de uni-vos Irmãos, deixou muito a desejar...

mas és inspirador comas tuas palavras.

Menina no Sotão disse...

Estou com essa página aberta há algum tempo. Já olhei essa imagem seguidas vezes e não a entendo.
Creio eu ser culpa da cruz no alto. Tenho horror a cruz. rs
bacio

saboracasa disse...

bem verdade!! mas infelizmente a maior parte das pessoas coninua muito egocentrista, falam em unir esforcos mas na hora esquecem!!!

Eu tenho a sorte de ainda conviver com uma comunidade que se inter ajuda
sem estar a espera de retorno...
BFS

© Piedade Araújo Sol disse...

interessante!

beij

Rute disse...

Também gosto muito de Espigueiros e só descobri a sua existência, já bem crescidinha...mas mais vale tarde que nunca.

A fotografia está muito bonita:)

1 beijo

Ana disse...

A foto está lindíssima. E o texto, também. Mais do que nunca, é preciso agir, por um mundo melhor e pelas próximas gerações. Adorei!

Eli disse...

Nós conseguimos fazer muito mais se deixarmos de culpar os outros.

lis disse...

Desculpe minha ignorância, mas tentei entender ,observei, demorei ,li os comentários até chegar ao meu amigo sr.google rs pra saber o que vinha a ser os espigueiros rs nome esse lido nos comentários dos amigos.
Um patrimônio importante cuja função era a secagem de cereais, em zonas rurais( principalmente o milho)
Inteiramente de pedra,mfc - muito interessante .
E melhor ainda foi conhecer e pesquisar a respeito.
Não temos muitas coisas que tens aí, as vezes me perco rs
Fabuloso!
deixo abraço

manuela barroso disse...

Interajuda quando o espigueiro era o principal monumento da fartura. Porque onde não há pão...
Hoje, museus de granito para nos contarem histórias.
Uma fotografia monumental.
Beijinhos

paideleo disse...

Ao final non puxeches os espigueiros de Lindoso pero si os de Soajo que son menos pero impresionan así construidos enriba dunha laxe.

paideleo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elisa T. Campos disse...

E tudo o que você disse é verdade.

Canto da Boca disse...

Até porque sem planeta, também não existimos, parece que nos esquecemos disso...