5.3.12

Uma fotografia por dia... nº 2538

MFC - Pé de Meia
Póvoa de Varzim, 2011
Aqui predomina o vento norte. Dia sem vento é sempre uma excepção, mas a gente já está habituada a isso e até estranha os dias de calmaria. Os melhores fins de tarde surgem em Maio e Outubro. O vento cai e os por do sol são magníficos.

52 comentários:

Maria disse...

Um penacho destes com vento é o mesmo que me mandar para o hospital. Raio de alergia...
Mas aprecio o ventinho e o fim de tarde em calmaria!

Mona Lisa disse...

Aí, com ou sem vento norte, tens o mar...

Abriste-me o "apetite" de um passeio à beira-mar, "encantada" pelo por do sol, num desses dias de calmaria...

Senti uma brisa geladinha vinda da tua Belíssima foto.

Beijos.

Artes e escritas disse...

Uma fotografia que deixa vontade de conhecer o lugar. Um abraço, Yayá.

manuela barroso disse...

Uma foto bela e diferente que faz esquecer o fastio do vento, perante a majestade destes penachos!
Um efeito fantástico
Beijinhos

Canto da Boca disse...

E se estivermos com um ótimo estado de espírito, aí é o paraíso!
E parece até que estamos vendo a movimentação das folhagens,e plantas, bonita foto.

;)

Vítor Fernandes disse...

Mas os ventos também dão para se obterem fotos de belo efeito. Muito bonita esta.

João Menéres disse...

Últimamente os ventos têm estado de leste...
Agora há saltos contantes. Daí a instabilidade.

Uma bela imagem.

Um abraço.

Amapola disse...

Boa noite.

Eu acho lindo o vento. Mas se for forte, tenho medo. Isso porque aqui não é comum.

Linda foto!!

Beijos.

Ela disse...

vento... tudo se curva quando ele se passa.

e vc, tudo em paz?

Marly Bastos disse...

Com seria bem vindo um vento desses nesse calor que faz aqui em Brasília Manoel! Eu fiquei com inveja desse fenachos que se curvam ao vento...
Beijokas doces e uma boa semana.

epee disse...

E o vento, assim como os dias que passam, também sopram, para longe, ou para perto, os sentimentos que nos são mais ricos. Também os menos.

E no fim, tudo não passou de uma brisa. Ou de uma ventania.

Cumprimentos.
¬

San Liepkaln disse...

Linda imagem meu amigo, faz-me ter uma imensa vontade de ai estar , para contemplar e sentir o vento nos afagar em sua maestria!

Linda semana!
Obrigada por seu carinho ♥

susan disse...

Sentir o vento é simplesmente uma dádiva.É o movimento na quietude! A esperança do velho dar o lugar ao novo. Ver a dança das folhas, flores a natureza! uma das maravilhas do Mundo!
Beijinho e boa semana!

A Minha Essência disse...

Está patente na imagem tal descrisão. :)

Kiss

Naná disse...

Obrigada, Mfc. Hoje abri o teu blogue e fiquei a sorrir com esta foto!

ponto e virgula disse...

um ventinho na cara e dando conta do penteado, também sabe bem... desde que não abuse.





a...té

Fernanda disse...

Conheço bem a Póvoa e as nortadas, não só lá mas também por todo o Norte.
Pelo menos conseguem-se excelentes fotos, como esta.

Temos tido pôr do sois maravilhosos em Moledo, Caminha e Âncora.
Vê aqui - https://www.facebook.com/profile.php?id=100001210236778

Beijinho

Boop disse...

Às vezes uma companhia, o vento.

Pérola disse...

Não gosto do vento, não sei bem explicar, talvez pela sua teimosia, talvez. Mas, adorei como o captaste.

lis disse...

Fico esperando maio chegar e dou um pulinho aí pra pegar uma brisa ok?
é tão simples... só tem um "pequeno"oceano" no meio ...rs
meu abraço nesse amanhecer lindo de sol,do lado de cá.
amo os trigais ao vento!está lindo!

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Não gosto de vento, mas moro num sitio um pouco ventoso... salva-me a paisagem verde!! :))

♥ Luciana de Mira ♥ disse...

QUe foto linda! Admiro muito o seu talento! Beijos

clutch and chic disse...

mas, o vento norte, até nos tem dado tréguas :). eu acho.

Lacorrilha disse...

Entao em maio quero ver aqui fotografias desses fins de dia divinais. O entardecer é a minha parte preferida do dia.

Remus disse...

Vejo a fotografia e sinto o vento.
É como sentisse a brisa fria a passar pela minha cara.

Sempre achei estas plantas em forma de plumas muito curiosas e atraentes.

maray disse...

esse mato me faz lembrar de quando era pequena e brincava de "Cleópatra"! Era com esse mato que eu me abanava, fazendo de conta que eram penas de algum bicho chic, dignos de uma imperatriz...

Reinadi Sampaio disse...

Anos atrás vim o nome de um poeta: 'ventos dos norte', achei-o belíssimo. Fui ler à respeito dos ventos do norte e escrevi um soneto.

Encantou-me tua imagem, desejei sentir de perto esse momento mágico.

Como poeta o vento é uma constante nos meus verso, talvez, quem sabe, a mente do poeta seja tão livre como os ventos que sopram em todas as direções.

Beijo.
Flor.

CNS disse...

Lindíssimo :)

Justine disse...

Sendo assim, em Maio vou até aí! Não gosto do vento norte:-))))

intimidades disse...

magnifica foto

Bjinhos
Paula

joão l.henrique disse...

"Uma maneira positiva de encarar o vento".

Um abraço.

Menina no Sotão disse...

Olá, senti saudades daqui, mas dei um tempo em computador e tudo mais para por ordem em minhas coisas. Descobri que existe vida além desse universo. Melhor dizer: redescobri. rs

Adorei essa imagem. Me senti em meio ao campo, nos dias de infância. O vento norte e sua força. Eu adoro maio. Deve ser por isso. rs

bacio

Gi disse...

Estas são aquelas canas emplumadas, não são? Gosto imenso, mas dizem-me que são terrivelmente invasivas.

Betty Gaeta disse...

Eu moro em uma região alta da cidade e aqui tb venta muito. Em agosto é o período de ventos constantes por aqui.
Amei a foto!
Beijos 1000 e uma semana maravilhosa para vc.

www.gosto-disto.com

Sofia disse...

Uma bela foto que ilustra bem o vento invísivel. :)
Beijinhos

Leninha disse...

Vento que espalha as folhas pelo chão e trás esperança de vida para os corações.
Linda foto,amigo.
Bjsssss,
Leninha

Margarida Belchior disse...

... quando o vento
... faz dançar as folhas caídas do outono,
... vira do avesso as armações aos chapéus de chuva,
... me empurra pelas costas para continuar em frente e quase levanto voo,
... me faz lutar contra ele, de guarda-chuva em riste, vencendo as forças que se opõem no meu caminho,
... me despenteia e me leva para dançar, para voar ...
... quando o vento ...

Beijinhos muito despenteados por todo este vendaval
P.S. - E eu a pensar que não gostava nada de vento ... :-))
P.S.2 - Gosto muito da foto - estes "penachos" fazem parte do meu imaginário de infância.

polittikus disse...

Um pouco de vento serve para limpar cabeças... de chapéus. LOL

Tiago Braga disse...

gostei desta fotografia, ficou muito fixe, o efeito do vento com o movimento das plantas, gostei :D

Rute disse...

Muito bonitas, estas plumas! e o vento...consigo senti-lo a refrescar-me a cara. Gostei muito:)

1 bj.

João Mourão disse...

Bons ventos a soprar.

Elisa T. Campos disse...

Cai a tarde
balanceia ao vento
um feixe de plumas

Um abraço

Neusa disse...

Lindo. Não lembro de ter visto uma planta dessas aqui pelas minhas bandas.

Lena disse...

Tanto quanto a beleza do vento, essa foto ficou linda com essa vegetação leve e fresca. Beijão, meu querido amigo!

Vanessa Gonçalves disse...

Lindo! :)

Lilá(s) disse...

Detesto o vento, aprecio e muito uma tarde em calmaria.
Bjs

Fatyly disse...

Não gosto nada de vento porque...ATCHIMMMMMMMMMM

Eli disse...

Tenho saudades dessa zona!

maceta disse...

a Natureza é deslumbrante.

mundoacores disse...

Que linda.
:)

Graça Pimentel disse...

Estou uns dias sem aqui vir e quando chego tu já "andaste" tanto. É-me dificil acompanhar-te. Mas vale sempre a pena vir aqui.

Beijo

Elipse disse...

... era capaz de escrever palavras ao vento...
Que foto deslumbrante!