14.3.12

Pensamento do dia... (profundo)


Se dentista é especialista em dente, paulista é especialista em quê?

22 comentários:

Margarida Belchior disse...

... num estou a perceber ... :-)) ... o que tem o dentista (que trata os dentes) a ver com o paulista (que é de São Paulo)?

:-DDDD

João Menéres disse...

...com paul !

+ 1 ab.

Maria disse...

em paulo...

:-)))))))

DORALUCIA disse...

engraçadinho ...

maray disse...

em congestionamento, em poluição, em ruído, em shopping center e restaurante. Sei por experiência, embora eu seja uma paulista desnaturada especializada em ...tango argentino :)

Pérola disse...

Lá por terminar em 'ista' não quer dizer que sejam do mesmo género. Onde ficaria a 'crista', a 'entrevista', e por aí fora?
Maroto, é a palvra que te 'vista'.

Jon Gavin disse...

Deve ser especialista em Paule... Se é que isso existe... ahhaha

cycle disse...

Paulista?!
Não se está mesmo a ver?!
É quem tirou o doutoramento em Paulas!!

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Em listas telefónicas :P

Ana Paula disse...

Em Pauliceia desvairada! Trânsito, poluição, corrupção, orgulho gay, diversidade e alegria, muita alegria!
Venha fotografar cá!
Abraços

Ana disse...

Na minha terra é em pneus e mais qualquer coisa que não sei bem, nunca lá fui :D

Anna^ disse...

Em samba, caipirinha...

Miss Pippa disse...

Estamos muito engraçadinhos!

Maria de Jesus Lourinho disse...

Contraditório: não é pensamento, é pergunta retórica!!!

AvoGI disse...

em paulo´istas
kis :=9 tens cada uma!

Sofia disse...

em Paulo (s) :) Aí está um belo pensamento, sem dúvida!

greentea disse...

detesto dentistas...

Reinadi Sampaio disse...

Faz-me lembrar um grande Baiano - Caetano Veloso - compondo e cantando "Sampa"
Alguma coisa acontece no meu coração
Que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João
É que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi
Da dura poesia concreta de tuas esquinas
Da deselegância discreta de tuas meninas

Ainda não havia para mim Rita Lee
A tua mais completa tradução
Alguma coisa acontece no meu coração
Que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João

Quando eu te encarei frente a frente não vi o meu rosto
Chamei de mau gosto o que vi, de mau gosto, mau gosto
É que Narciso acha feio o que não é espelho
E à mente apavora o que ainda não é mesmo velho
Nada do que não era antes quando não somos mutantes

E foste um difícil começo
Afasto o que não conheço
E quem vende outro sonho feliz de cidade
Aprende depressa a chamar-te de realidade
Porque és o avesso do avesso do avesso do avesso

Do povo oprimido nas filas, nas vilas, favelas
Da força da grana que ergue e destrói coisas belas
Da feia fumaça que sobe, apagando as estrelas
Eu vejo surgir teus poetas de campos, espaços
Tuas oficinas de florestas, teus deuses da chuva

Pan-Américas de Áfricas utópicas, túmulo do samba
Mais possível novo quilombo de Zumbi
E os novos baianos passeiam na tua garoa
E novos baianos te podem curtir numa boa

--------------
Um Beijo Poético Poeta das Imagens!
Flor.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Se for mulher, tem muita probabilidade de ser brasa...

Betty Gaeta disse...

Eu sou paulista...
:)))

Eli disse...

Não digo.

Querias saber, não querias?

:P

Noslen ed azuos disse...

ainda bem q eu sou Paulistano rsrs

ns