15.2.12

Uma fotografia por dia... nº 2519

MFC - Pé de Meia
Mogadouro, Aldeia de Azinhoso, 2011
À medida que nos vamos aproximando da raia a arquitectura vai atenuando as diferenças, sendo indiferente estarmos do lado de Portugal ou de Espanha. Curioso é que até no falar as pessoas misturam vocábulos das duas línguas ibéricas. Notar ainda o desaparecimento de toda a cobertura lateral ao redor da igreja, que funcionaria como isolante térmico.

41 comentários:

Margarida Belchior disse...

Lindíssima foto!!

Há quanto afinal lá terá chegado a crise para andarem a poupar no isolamento térmico?

;-)

Beijinhos grds - e que a crise nunca lhes chegue [aos beijinhos, claro!!]

Filha do Rei disse...

O interessante das culturas são as influências que cada uma tem, a mistura, a ambiguidade.

Mona Lisa disse...

Uma pérola ,românica, transmontana.

O alto campário torna-a imponente!

Estou fascinada.Adorava visitá-la!

Belíssima foto,soberbamente legendada. Parabéns, Manel.

Bjs.

Z.M.Z. disse...

Gosto de ouvir falar as gentes desses lugares.
Passei uns dias na Lageosa da Raia e não percebia nadinha do que diziam, são muito mais alegres do que nós aqui para o Sul. Uma zona bonita, aquela.

saboracasa disse...

linda terra - Mogadouro.
e como sempre lindas fotos no nosso Portugal :)
fique bem

Noslen ed azuos disse...

será que eles gritavam muito rsrs, mas bela igreja, tem algo místico rs, gostei da 'misturança' das línguas, beijos ibéricos.

abração
ns.

© Piedade Araújo Sol disse...

o nosso património.

gosto!

beij

Jon Gavin disse...

Bela terra... E deliciosa a posta na lareira... :)

Naná disse...

Mfc, as tuas fotos trazem-me saudades do Minho e de Trás-os-Montes!

Lacorrilha disse...

É uma zona que eu nao conheco, mas essas aldeolas sao a minha cara. Um dia destes levo lá a Canon a passear.

Mar Arável disse...

Mais uma ruina

addiragram disse...

Gosto muito destes lugares...

Fatyly disse...

Não conheço mas gostei de saber essa salada linguística e não percebo se "o desaparecimento de toda a cobertura lateral ao redor da igreja" foi retirada ou destruída pelo tempo.

Belas fotos rapaz e toma lá um beijinho

Tiago Braga disse...

Gostei da fotografia, está bastante rustica, muito bom :)

Dudis disse...

Olá, adoro este género de construções.
Tem um desafio para si no meu blogue, bjos doces

hfm disse...

Como gostaria de a desenhar!

♥ Luciana de Mira ♥ disse...

Lindo e interessante!

Fábio Martins disse...

Tem uma fachada muito bonita ainda.
É pena que pareça ao "abandono" por esse detalhe que mencionas-te.

Bom click

Irene Alves disse...

É uma lástima a forma como o
Governo trata o Património Nacional,
então se estiver fora de Lisboa
e Porto...
Beijinho
Irene

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Aqui não conheço.
Excelente foto!

Vanessa Gonçalves disse...

Estes lugares assim fascinam-me !:)

intimidades disse...

nao sei porque, mas o que me veio a cabeça e que falta ai o clint eastwood

Bjinhos
Paula

AvoGI disse...

todo o nosso portugal cai e ninguém o ampara
kis :=)

Mena disse...

Linda foto, bela legenda!

Bj

Leninha disse...

Amigo Manel,

Bela foto e lindo texto...senti pena ao ver o estado de conservação da igreja...tão linda e tão maltratada.
Bjssssss,
Leninha

Reinadi Sampaio disse...

Não conheço teu Portugal Manuel, mas, fascina-me tudo que aqui postas. Gosto demais destas maravilhas arquitetônicas. Toda a fachada é belíssima, a lateral, embora, não mais exista, deixa através das colunas os vestígios do que fora um dia mais belo ainda. Obrigada por transmitir coisas boas.
Uma feliz noite de quarta-feira. Beijo.
Flor.

Fa menor disse...

Gostei muito de apreciar. E, quem sabe, um dia ao vivo.

Obrigada!

:)

Bjos

Jorge disse...

A cobertura lateral deve ter tido o mesmo destino dos cabos de cobre da EDP! Temos belas relíquias.

Ana Paula disse...

Um celeste tão vivaz emoldura tua bela foto e certamente dilui territórios, vocábulos.
Beijo

Remus disse...

E esses sinos, qualquer dia também vão desaparecer...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Estive lá em Setembro a visitar um velho amigo

manuela barroso disse...

Ao espraiar o olhar até ao horizonte,é como se algo se impusesse antes de lá chegarmos.
A beleza das memórias num olhar que é só teu!
Beijinhos.

Rute disse...

Gosto imenso dessas Igrejas românicas. essa já tem um telhado de tijolos...mas se não fosse isso era outra coisa, os estilos arquitectónicos raramente se encontram no seu estado puro,principalmente no que se refere ao Românico e ao Gótico, se é que se pode falar da coisa com esta ligeireza...;)

1 beijinho

Gi disse...

Muito engraçado o non sequitur.

lis disse...

Que bonito mfc
difícil acreditar em abandono numa construção assim.
Obrigada pelos olhares lindos que tem nos presenteado.
Bons dias de Carnaval,descanse,relaxe ou vá a farra rs
meus abraços

Flip disse...

o rude que se torna belo à distância
:-)

Elisa T. Campos disse...

Fica mais encantador quando visto pelo seu modo de olhar.

bjs

Paula Barros disse...

Gosto de visitar lugares assim, é como se eu voltasse no tempo. Observar a arquiteura.

Canto da Boca disse...

A mistura, essa é de fato a nossa identidade!

Miosotis disse...

Um olhar muito sensível sobre uma igreja que, apesar do abandono, continua imponente na sua simplicidade!

o chacal disse...

patrimonio nosso.