9.2.12

Uma fotografia por dia... nº 2513

MFC - Pé de Meia
Bragança, "Domus Municipalis"
O ex libris de Bragança é a sua Domus. Todas as terras têm algo emblemático que as caracteriza e diferencia das demais. Entrar dentro deste espaço arquitectural é parar um pouco no tempo, é sentir que o poder sempre foi exercido e que tudo está um tudo nada diferente!

36 comentários:

Maria disse...

Gosto de pedras com História. E estas têm História e histórias...

saboracasa disse...

o que estas pedras poderiam contar!!! que historias para partilhar ...

Mona Lisa disse...

O poder sempre existiu na história do homem. A forma como é exercido é que tem que ser mudado.

Uma foto BELíSSIMA (a parte do todo). Aguças-nos a curiosidade!

Bjs.

Vítor Fernandes disse...

A única cidade capital de distrito a que nunca fui. Pela tua bonita foto nem parece que está lá frio :)

joaquimdocarmo disse...

Pedras com história, verdadeiramente! Falando de outro tempo que, de facto, guarda muitas lições úteis ao nosso tempo!
Abraço
Quicas

Marly Bastos disse...

Ver um monumento desses, não sei se a gente para no tempo, ou volta nele. Simplesmente lindo sr pé de meia.
Beijokas doces.

Lacorrilha disse...

Assim cada vez fico mais vontade de conhecer essa cidade.

Canto da Boca disse...

Só do lado de fora é que as mudanças se fazem sentir... Só do lado de fora...

Naná disse...

Ora aqui está uma cidade que ainda não conheço, mas já vi que vale a pena ir conhecer!

Fatyly disse...

As tuas fotos são um espectáculo e subscrevo o que dizes mas..........................................deve ser um gelo...eu espero aqui fora ao solinho tá? vai lá, tira mais fotos que eu já venho loll

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Excelente!

A Luz a Sombra disse...

Quando se trata de "poder" nada é diferente, só pode ser na aparência, no fundo tudo é igual.
Uma fotografia muito boa, gosto.
Bom fim de semana

Thaís Livramento disse...

Este tipo de arquitetura chama minha atenção!
Besitos,
TL. ^^

Tanita disse...

Senti-me assim a viajar no tempo no Coliseo em Roma, imaginei aquilo cheio de gente, com leões a devorar pessoas...senti o medo, os cheiros, os gritos, os aplausos...

João Mourão disse...

Como alguém disse: Não há caos nem anarquia, tudo tendencialmente aponta para uma qualquer ordem.

polittikus disse...

Bom sinal.Normalmente fotografam o pelourinho para mostar o simbolo da terra. lol

Existe um Olhar disse...

Gosto de História e das "estórias" que ela encerra e fico a imaginar o que estas pedras podem contar.
Bela foto Manuel, gosto desta sensação de mistério em que não se mostra tudo e que se fica a imaginar o que estará por detrás.

Beijos
Manu

Janita disse...

Parabéns, por mais este belo instantâneo de um imponente, único e histórico edifício do Património Nacional.
Imagem enriquecida pelo teu excelente texto, dessa forma tão primorosa e tão tua, com que já nos habituaste.

Beijitos

joão l.henrique disse...

Uma bonita fotografia que, de certa forma, representa bem nessa pedra o espírito português na sua perfeição e dureza.


Um abraço.

joão l.henrique disse...

Uma bonita fotografia que, de certa forma, representa bem nessa pedra o espírito português na sua perfeição e dureza.


Um abraço.

Gi disse...

Nunca fui a Bragança... ainda.

Betty Gaeta disse...

Assim, vcs portugueses, me obrigam a voltar para Portugal antes do previsto. Qta coisa linda eu deixei de ver!
Beijos 1000 e um ótimo restinho de semana para vc.

www.gosto-disto.com

Remus disse...

Confesso que na primeira vez que vi a «Domus Municipalis» ao vivo e a cores, fiquei desiludido. Estava à espera de algo "mais" grandioso. :-)

Margarida Belchior disse...

... fizeste-me voltar à emoção que senti na primeira vez que entrei nesse espaço ... fiquei impressionada ao sentir que naquele espaço - um espaço mesmo exíguo - se exercia o poder, o governo, a justiça daquelas gentes ...

Gosto muito da foto e da tua legenda.

Beijinhos grds, ainda na emoção sentida

Margarida Alegria disse...

Tenho que confessar que nunca fui a Bragança...
Mas a imagem que conheço da cidade é precisamente esta da "Domus". E julgo que deriva do desenho num dos cromos de uma colecção de infância, sobre Portugal.
Agora tudo se anda a roubar ao Portugal interior. Ao menos os monumentos que marcam a sua grandeza histórica não podem ser transferidos para um qualquer "Mega" centralista...

manuela barroso disse...

A autoridade da justiça e a severidade do tempo.
A autoridade pode vacilar...mas o tempo, esse, continua imutável,deixando-se construir apenas no inconsciente, consoante perspetivas pessoais.
Memórias, numa arquitetura...com uma fotografia memorável! Linda.
Beijinhos

Mar Arável disse...

Sinais
de vida

Lilá(s) disse...

Andas-me mesmo a tentar!!! nasci nessa cidade, e a 1ª casa dos meus pais foi dentro das muralhas do castelo! que saudades, já lá não vou há cerca de 20 anos. Depois das imagens que tens mostrado acho que este ano tenho mesmo que reservar uns dias de férias pelo Nordeste transmontano que tanto me diz.
Obrigada por me ajudares a matar saudades.
Bjs

Rute disse...

Muito bonita! gosto desses edifícios com centenas de anos de história para contar. Excelente registo.

1 beijo:)

Conversando sobre Educação disse...

é lindo!

Canduxa disse...

uma linda foto que nos faz recuar no tempo....somos um país pequenino, mas belo e cheio de história.

beijinho

Elisa T. Campos disse...

Pelo visto aí tem muitos monumentos guardados com fascinantes histórias.

Um abraço.

maceta disse...

há quanto tempo não vou lá, nem me lembro...

Yanneck disse...

Não querendo ligar ás palavras do Remus, desde a minha infância que quero conhecer o nosso Domus.
Eu tenho a certeza que vou gostar.

abraço

Miss Pippa disse...

Adorei a foto e a legenda!

lis disse...

Uma visão realmente de poder mfc
construções assim viram um simbolo da cidade pelo estilo alvenaria de pedra que nao se controi mais.
Bonito.
meu abraço