3.9.15

Uma fotografia por dia... nº 3537

Marvão, 2015


A História não se reescreve e esta página negra faz parte dela. Recordo-me bem deste ambiente em que à falta de "régua" está lá bem presente a "cana" na mão da professora como símbolo de uma "ordem" que nos aterrorizava.

13 comentários:

Mona Lisa disse...

Uma página negra que faz parte da nosso baú de memórias. Não me posso queixar da minha primária.

A foto é uma relíquia!

Beijinhos.

ONG ALERTA disse...

Talvez um passado bj Lisette.

lis disse...

Não experimentei o método da 'reguinha'.
Era um tempo bom!
A foto é 'sinistra'... rs

© Piedade Araújo Sol disse...

uma foto histórica...

estive em Marvão e não me lembro de ter visto...

beijo

:)

João Menéres disse...

Sinistro seria ter ali o 44 !

Janita disse...

Não tive razão de queixa do meu período da 'primária'. Pelo contrário, abençoo a Mestra que abriu os meus horizontes ao ensinar-me as primeiras letras aprender a formar frases com elas e saber o seu significado.
O ponteiro era usado precisamente para aquilo que o nome indica:apontar no quadro o que devíamos repetir oralmente ou copiar para o caderno ou lousa.
Sei que havia outras professoras, menos sensíveis, que usavam a palmatória como meio de 'punição', mas eu, por sorte, fui uma privilegiada! Calhou-me uma Professora de bom coração, que era Mãe, e sabia o quanto podia marcar a formação de uma criança, a iniciação escolar.
No entanto, o meu filho, quando frequentava o 5º ano - que no meu tempo era o 1º ano de Liceu - ainda por cima num Colégio particular e obviamente já no 'libertador' pós 25 de Abril, apanhou uma forte pancada na cabeça dada por uma frustrada prof. de português, que descarregava nos miúdos a sua ira de mulher desequilibrada.
Só faço esta referência para salientar que tudo depende do carácter de quem exerce a nobre missão de ensinar, independentemente do regime político em vigor!

Desculpa e extensão do comentário, mas acho que estes também servem para manifestarmos a nossa opinião e não apenas para dizer que está tudo muito bem, é tudo muito bonito!
Por sinal esta foto até tem muito valor histórico, marca uma época!
Como não tenho a capacidade de sintetizar como o comentador anterior...:)

Beijinhos.

Ana Paula disse...

Não tive régua, mas as carteiras eram idênticas!
Acho que essa foto tem até cheiro do rigor.
Beijo!

Graça Pimentel disse...

Como me lembro da minha primária! Apesar do medo, recordo esses tempos com saudade. A massificação tem vantagens mas também tem desvantagens. A exigência desse tempo deu-me uma bagagem que as gerações seguintes não têm.

beijinho

Fatyly disse...

Bolas que até me doeu essa "lembradura", chiça!!!! Pois, a "régua" ou a menina dos 5 olhos que mais parecia uma colher de pau:):):)

Desconhecia a existência desse museu!!!!

Um bom serão

luisa disse...

Ainda comecei numa escola assim, parecida. Depois emigrei. :)

Manu disse...

Voltei atrás no tempo ao olhar para esta foto.
O ambiente era exactamente este.
Felizmente tenho boas recordações de duas professoras, de outras nem por isso, mas como era um menina bem comportada, safei-me da cana e da régua, mas doía-me o coração ao ver algumas das minhas colegas a serem castigadas.
Hoje tudo é diferente , embora em muitos casos se exerça outro tipo de violência não menos marcante...enfim há de tudo, depende da sensibilidade de cada professor, há alguns que não nasceram para exercer tão nobre profissão.

Beijos Manuel

Ana Freire disse...

Espectacular imagem!
Dum tempo que, felizmente, não foi o meu... falo dos protagonistas pendurados na parede... actualmente contudo temos outros... não muito diferentes... não andam pendurados nas paredes... porque estão nos meios de comunicação a toda a hora... mas a função desempenhada... é a mesma... tornar a vida bem negra para todos...
Bjs
Ana

Zeltia disse...

Que susto!, creí que había retrocedido a mis 5 años