5.10.14

Uma fotografia por dia... nº 3482

Idanha-a-Velha, 2014
A decrepitude é uma etapa da vida, todavia, do mesmo modo que vamos cuidando de nós, também há que zelar pelo património. É triste ver nesta Aldeia Histórica, que faz parte dos roteiros turísticos, o desmazêlo dos entes públicos que têm a obrigação de cuidar e dar um aspecto atraente a quem as visita... mas como somos governados por merceeiros com vistas curtas... o resultado é este.

5 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

a foto está excelente, o texto está realista e é pena ver o nosso património assim abandonado..

:(

paideleo disse...

Algo así pasa por estas terras do norte.
Semella un andazo.

lis disse...

Concordo que a falta de cuidado é triste mas a foto está muito bonita!
Um ar nostálgico de coisas que vamos perdendo ao longo da vida...

Remus disse...

Também não é bem assim.
O poder público não tem a obrigação de cuidar do que é privado. Se assim fosse, então todos os portugueses queriam a sua casa arranjada por dinheiros públicos.

O que devia acontecer, é o poder público ficar com a propriedades, caso os privados não tomassem conta delas.
Muitas pessoas gostam e tem orgulho em ter uma casinha na aldeia X, mas quando chega a altura das obras e de a arranjar, fogem a sete pés com desculpas.
O que disse para os edifícios, o mesmo deveria acontecer com quem tem terrenos, sejam eles de cultivo ou não. Se as pessoas não os limpassem, por forma a prevenir os incêndios, o estado ficaria com eles e procederia à sua limpeza.

L.S.A. disse...


Não insulte os merceeiros, alguns são mais cultos que certa gente.
Principalmente em matemática (que muitos são burros...) eles são os maiores.