9.9.14

Uma fotografia por dia... nº 3456

Viseu, Casa do Miradouro, 2014
Este foi um momento íntimo, nostálgico e comovente. Revisitei um lugar onde passei em sucessivas férias uma parte da minha infância e constatei que os anos fazem de nós uns piegas desgraçados! Reconheci tudo, apesar da Casa estar agora transformada em centro camarário de exposições temporárias. Dêm uma olhadela... fica mesmo por detrás do Museu Grão Vasco.

10 comentários:

lis disse...

Maravilhosa a foto .
E os 'piegas' são sensíveis ,mfc uma qualidade determinante nos poetas _quer seja das letras da fotografia ou da vida.
Lindo o detalhe.
abraço

Mona Lisa disse...

Que seria da vida se a memória não "falasse"?

Uma foto de uma beleza ímpar.
Um convite à comtemplação...ao sonho.

Os meus sinceros parabéns!

Beijinhos.

Til disse...

Mal de quem não é piegas...

Manu disse...

Momentos, saudade, recordações , todos nós numa ou noutra altura da vida gostamos de lembrar com alguma nostalgia.
As sombras da vidraça no chão deram um ar muito especial e romântico à foto.
Vislumbra-se lá fora um jardim que deve ser muito bonito.

Beijos Manuel

emptyspaces11 disse...

Linda imagem!

Remus disse...

Fotografia muito bem enquadrada e com um perfeito controlo e equilíbrio da luminosidade.

© Piedade Araújo Sol disse...

uma imagem fantástica,

:)

L.S.A. disse...

Não, não é pieguice, é a consciência duma mudança não desejada.

Fatyly disse...

eu também desejo tanto ser...PIEGAS mas quando? e sabes bem porquê:)

Graça Pimentel disse...

Mais uma fotografia que me levou à infância. As minhas férias passadas na Silvã tinham muitos dias passados em Viseu onde vive ainda um número significativo de primos meus. Na Silvã tinha o quarto do mirante...
Esta varanda é linda! A fotografia soberba!

beijo