1.2.13

Ao correr da pena IX

As línguas são instrumentos de  comunicação vivos e em permanente mudança, daí o aparecimento de palavras novas, os chamados neologismos.
Ora o último de que me dei conta foi precisamente o entroikado, que pode familiarmente traduzir-se por enrascado, mas que na gíria é empregue com uma sinonímia muito mais picante e acertada, substituindo, e com justiça, o velho fodido, que tem uma significação abrangente e que toda a gente entende, mesmo aquelas que se inibem de o pronunciarem.
E não é que me sinto perfeitamente fodido, melhor dizendo entroikado, nos tempos que correm, quando leio que 72% não conseguem pagar as contas no fim do mês e com uma vontade enorme de apertar os gasganetes a uns certos tipos que nos governam (ou governaram)!!
Somos mesmo tratados como números... mas números entroikados e bem entroikados.
Mas pelos vistos os portugueses gostam, pois as sondagens indicam que nada mudará e que a estes laranjinhas se seguirão uns tais de rosinhas, que não vão mudar nada de essencial... e assim sucessivamente!
Amen...

3 comentários:

Mona Lisa disse...

Há um provérbio que pode ser adaptado aos votantes LARANJA/ROSADA.

"Quanto mais me ENTROIKAM mais gosto de ser ENTROIKADO".

Amem!

Beijos.

Fatyly disse...

Jé vivi este filme e até por duas vezes fui uma dos muitos actores principais...e sei como DÓI E CUSTA SUPORTAR UMA ELITE QUE NOS CORTA AS PERNAS DE MIL FORMAS.

Tudo está na mão de um povo e sinceramente será que aprenderão alguma coisa? Tal como dizes saem os laranjinhas e voltam os rosinhas e sinceramente não percebo!!!

Amen

lilipat2008 disse...

Os boletins de votos são sempre tão grandes, mas parece que em Portugal só há 2 partidos...o resto deve estar lá só para enfeitar...enfim...